ÚLTIMAS

Geração de emprego em julho tem saldo positivo de 26,44% no Amazonas




O Amazonas registrou, em julho, a contratação de 13.305 pessoas, um saldo (diferença entre contratações e demissões) positivo de 26,44% em comparação com junho deste ano, o que representou 2.128 postos de trabalho a mais no período, de acordo com estudos da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência e Inovação (Seplancti), com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). A pesquisa, na íntegra, está disponível em no site da Seplancti (www.seplancti.am.gov.br), no item Indicadores e Mapas.

O setor de Serviços respondeu por 37% das admissões em julho, um total de 4.909 empregos, mas o saldo final foi de 187 vagas. A Indústria contratou 3.026 trabalhadores, mas apresentou um resultado melhor com saldo de 630 vagas mantidas. O Comércio abriu 3.185 vagas e fechou 2.786 postos de trabalho, restando um saldo de 399 empregos, segundo levantamento do Departamento de Estatística, Análise, Geoprocessamento e Inovação da Seplancti. O segmento Agropecuário, Caça, Pesca e Extração Vegetal gerou 510 vagas e totalizou saldo de 379.

De acordo com o Código Nacional de Atividade Econômica, o cultivo de cana de açúcar obteve o melhor resultado no saldo de emprego em junho, com a abertura de 340 empregos. A produção de bicicletas e triciclos vem em segundo, com a oferta de 327 empregos. A construção de edifícios aparece em terceiro entre as atividades com maiores saldos de vagas – uma soma de 217.

Por ocupação, a melhor  oferta foi maior para os trabalhadores que atuam como Alimentador de Linha de Produção – 418 vagas –, seguida pela função de Operador de Produção Química, que abriu 229 empregos.

Disparidade – Manaus se mantém como o grande polo gerador de emprego do Estado – 91,63% das 13.305 vagas ocupadas em julho. Os municípios do interior contribuíram com 8,37% somente, comprovando a grande disparidade entre capital e interior.

O cálculo do saldo da capital Manaus é feito por meio do somatório dos saldos das atividades econômicas. Em julho, a atividade que registrou maior saldo na capital foi a fabricação de bicicletas – 327 postos.

À parte a capital, Presidente Figueiredo foi a cidade do Amazonas que apresentou a melhor performance, com a abertura de 359 vagas. O pior resultado foi verificado em Itacoatiara, com apenas 26 empregos.

Nenhum comentário