ÚLTIMAS

Pesquisadores do Amazonas podem concorrer a bolsa para período de pesquisa em universidades italianas







Inscrições podem ser realizadas até o dia 21 de outubro




O Amazonas recebeu quase 10 mil turistas a mais no primeiro semestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado. O aumento registrado pelo Governo do Estado, por meio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), foi de 2,95%, o que representa um total de 345.606 visitantes em solo amazonense. Já em 2018, 335.703 visitaram o estado de janeiro a junho.

Conforme o Departamento de Estatística da Amazonastur, no comparativo entre turistas residentes no Brasil houve um crescimento de 3,96%, passando de 195.337, no primeiro semestre de 2018, para 203.072, no corrente ano.

Em relação aos visitantes estrangeiros, o aumento foi de 0,50%. No primeiro semestre deste ano, 124.057 excursionistas residentes no exterior conheceram os atrativos amazonenses, enquanto em 2018 o volume foi de 123.437 no mesmo período.

Turistas a lazer – O Departamento de Estatística da Amazonastur identificou, na pesquisa de Caracterização dos Turistas de Manaus 2019, realizada no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, o volume de visitantes a lazer que vieram exclusivamente para o turismo de pesca esportiva e de aventura.

Conforme levantamento, 48,23% dos visitantes nacionais estiveram na capital a lazer, sendo que 27,03% vieram para fisgar o habilidoso tucunaré, durante a prática da pesca esportiva nos rios amazonenses.

Já em relação aos estrangeiros, 58,14% estiveram em terras de Ajuricaba a lazer, sendo que 36,84% deste total visitaram os atrativos naturais amazonenses, em busca de aventuras na floresta.

“A Amazonastur conseguiu identificar, entre os turistas domésticos e estrangeiros que vieram a lazer, os amantes do turismo de pesca esportiva e de aventura. A gente não via com tanta clareza a identificação desses turistas que vieram com a motivação da viagem especificada”, frisou o chefe do Departamento de Estatística da Amazonastur, Francisco Alves.

Gasto – O tempo médio de um turista nacional no estado foi de 10,38 dias, sendo que o gasto teve a estimativa de R$ 2.639,53 (R$ 254,29 por dia). Já o estrangeiro ficou cerca de 9,38 dias, e com o gasto estimado em R$ 1.878,05 (R$ 200,22 por dia).

FOTOS: Janaílton Falcão/Amazonastur

LEGENDA: Turismo de pesca é um dos segmentos mais procurados, segundo pesquisa

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur): Jocilene Chagas (99230-3442).

Nenhum comentário