ÚLTIMAS

Oficina sobre gestão do Sistema Único da Assistência Social reúne representantes de 49 municípios na Seas



Gestores e técnicos de 49 municípios amazonenses estão na Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) participando da oficina “Gestão do Suas: Do conceito à prática”, promovida pelo Departamento de Gestão do Sistema Único da Assistência Social (Dgsuas). A atividade, realizada no auditório do órgão, iniciou na manhã desta quarta (09) e se estende até sexta-feira (11/10), tratando da operacionalização da gestão do Sistema Único da Assistência Social (Suas).

Implantado em 2005 pela gestão compartilhada e cofinanciamento das ações pelos três entes federados e pelo controle social exercido pelos Conselhos de Assistência Social dos municípios, Estados e União, o Suas tem como referência em suas ações na assistência social o território onde as pessoas moram, considerando suas necessidades. Os programas, projetos, serviços e benefícios são desenvolvidos nas regiões mais vulneráveis, tendo a família como foco de atenção. A assistência é organizada em dois tipos de proteção: básica e especial, e desenvolvidas pelos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas).

Na abertura dos trabalhos, as secretárias de Assistência Social, Marcia Sahdo, titular, e Branca Pinheiro, executiva, deram as boas-vidas aos participantes, parabenizando pelo comprometimento dos municípios que se dispuseram a participar da oficina. As secretárias se colocaram à disposição dos municípios no que for preciso.

Marcia Sahdo pediu aos gestores e técnicos que aproveitem os três dias da oficina para tirar dúvidas e que tragam à discussão suas experiências, de forma que, juntos, Estado e municípios possam criar soluções para vencer o problema da desigualdade. “Sempre há necessidade de novas estratégias para atingir o alvo, e são vocês, com suas demandas e necessidades, que vão construir conosco esse novo momento”, mencionou, ressaltando o trabalho da Seas no sentido de acabar com a ideia de “competição entre o Estado e municípios”.

Por sua vez, Branca Pinheiro destacou a luta da Seas no trabalho do Cofinanciamento Estadual 2019, que está disponibilizando recursos da ordem de R$ 5 milhões na modalidade fundo a fundo, para serviços da Proteção Social Básica, da Proteção Especial, Gestão do Suas e Benefícios Eventuais. “Conseguimos vencer a etapa da análise das propostas apresentadas pelos 58 municípios para adesão ao Cofinanciamento, estamos na fase final a liberação dos recursos. Tudo isso com o objetivo de fortalecer o Suas”, disse.

Novo direcionamento – A expectativa dos participantes é grande, haja vista que esta está sendo a primeira oficina do departamento com esse foco em 2019 e que tem como objetivo tratar a operacionalização da gestão do Suas. A coordenadora da Vigilância Socioassistencial de Urucurituba, Magaly Libório Ataíde, considera importante a oficina, considerando que a vigilância atua na gestão do Suas, e essa atividade faz parte da ação da assistência social do município.

“Precisamos desse apoio técnico porque é um trabalho muito amplo em todas as áreas, seja na saúde, educação e na assistência”, mencionou a coordenadora, ressaltando que essas informações vão ajudar no diagnóstico do município. “Tecnicamente estamos bem, temos um gestor municipal bem atuante, que nos dá apoio, mas precisamos desse direcionamento da assistência social”, completou.

A representante de Benjamin Constant, a coordenadora do Programa Criança Feliz, Samira Cabral, disse que a expectativa com relação a oficina é grande, porque quer ampliar seus conhecimentos com relação ao Suas. “Uma coisa é estar no município enfrentando todas as dificuldades que surgem, outra é vir para cá obter nos abastecermos de conhecimentos e tirarmos dúvidas”, sintetizou.

FOTOS: Jander Souza

Nenhum comentário