ÚLTIMAS

Prefeito Arthur Neto manda sua equipe retirar trabalhadores das ruas a marretadas na zona Leste de Manaus



Conhecido na capital como perseguidor e carrasco  do trabalhador  informal, o  velho prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), continua com seus métodos repressivos contra todas as categorias de trabalhadores na capital,  Na sua mais nova manifestação de ódio contra essa classe, ele ordenou para uma  equipe da prefeitura  retirar trabalhadores da zona leste dos seus locais de trabalho a marretadas, uma evidência e comprovação de falta de bom senso da parte do poder executivo municipal, sabendo das dificuldades, e  do desemprego que assola os manauaras.  seu contingente nas ruas para reprimir os carentes trabalhadores  que estão desesperados  e precisam se alimentar e levar o pão de cada dia para seus lares é desumano e imoral.

Quem não lembra dos anos  do seu primeiro mandato na década de 80, quando mandou bater em camelôs e professores na capital do Amazonas porque eles trabalhavam informalmente nas ruas, em um período de grande escassez de alimentos, inflação atingindo a casa dos 800% ao ano, falta de empregos provocados pelo governo de  José Sarney (PMDB), e, os professores porque reivindicavam melhorias de vida e trabalho, Arthur volta a “exigir” do povo o sentimento de medo e pavor para     trabalhar nas ruas de Manaus, com mais essa atitude, a  popularidade de Arthur só despenca  a cada dia. essa mesma rigidez faltou para solucionar em oito anos de gestão, o pesadelo das chuvas em Manaus que trás prejuízos e mortes, ruas esburacadas, saúde Municipal de péssima qualidade ética na política quando tenta de todas as formas criar uma fantasia de gestão eficiente quando o que vemos é uma cidade mergulhada em escândalos.

Arthur deixe o cidadão de bem trabalhar dignamente pare de perturbar os pais de família, se você pensa que o povo vai engolir esse pincelar das luzes apagando do seu governo você é sua fraca equipe tá muito enganado o que são algumas ruas asfaltadas comparados com 7 anos de abandono total, os trabalhadores informais ganharam o presente de 350 anos de Manaus do seu mandatário assim, sendo expulsos e proibidos de trabalharem na sua própria cidade.

Veja o vídeo abaixo do desespero dos pais de família sendo expulsos a marretadas a mando de Arthur.


Fonte: Site O ABUTRE

Nenhum comentário