ÚLTIMAS

Médico mais votado em 2018 recebe três tiros dentro de clínica, em Tabatinga

Médico mais votado em 2018
O médico Rogélio Campuzano, 44, foi atacado a tiros dentro da clínica, em Tabatinga (AM), nesta noite de domingo (12/01). Ele levou dois tiros na cabeça e um no braço. Chegou a ser atendido e levado, em estado muito grave, ao hospital local.

 A polícia local não soube dar maiores detalhes do ocorrido. Também não há informação quanto aos responsáveis pelos tiros. 

Rogélio foi candidato a deputado estadual pelo PMN e disparou como mais votado no Município, com 8.326 votos, 34,74% do total.

 O governador Wilson Lima, que obteve pouco mais de 700 votos no 1º Turno, disparou para perto dos 10 mil, no 2º Turno, com apoio dele. O médico foi a única liderança a apoiar o atual governador na região da Tríplice Fronteira (Brasil, Colômbia e Peru). Ele não se elegeu por questão de coligação, mesmo tendo obtido mais votos que deputados eleitos.

O médico, já formado, foi condenado e preso por tráfico de drogas, tendo cumprido pena de quatro anos de reclusão, em Bogotá. Nasceu na Colômbia e tem cidadania brasileira porque a mãe é do Brasil. Ele fazia um trabalho de Município em Município, de Atalaia do Norte a Amaturá, junto à população carente. O trabalho é muito conhecido em toda a região do Alto Solimões.

 A polícia não tinha informação sobre ligação dele com o tráfico, após o cumprimento da pena. O médico falava abertamente do ocorrido, dava conselhos e fazia questão de pedir às pessoas que consultassem a ficha dele no site do Judiciário colombiano. “Errei e paguei. Não vi meus filhos crescerem, nem o sofrimento dos meus pais doentes. Era comum trabalhar para o tráfico naquela época”, diz.

 Rogélio Campuzano é apontado como favorito à Prefeitura de Tabatinga, na eleição de 2020.

Fonte: Portal Marcos Santos

Nenhum comentário