ÚLTIMAS

Governo instala novas máquinas no sistema de ar condicionado da maternidade Balbina Mestrinho




O Governo do Amazonas iniciou no último fim de semana a instalação de novas máquinas condensadoras para recuperação do sistema de refrigeração central da maternidade Balbina Mestrinho, localizada na zona centro-sul de Manaus.

Por determinação do governador Wilson Lima, que esteve em fevereiro na maternidade, verificando pessoalmente o sistema de refrigeração, o serviço é realizado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra).

De acordo com a direção da maternidade, em fevereiro, foram instalados aparelhos de ar condicionado em setores como enfermaria de pós-parto e, em paralelo, foi iniciado o processo de compra de novas máquinas condensadoras para recuperar em definitivo da central de refrigeração.

O secretário estadual de Saúde, Rodrigo Tobias, ressalta que a iniciativa faz parte do planejamento da Susam para a reestruturação das unidades de saúde da rede estadual.

“Foi feito todo um planejamento, com plano de recuperação de sistemas elétricos e estrutural, que já estamos colocando em prática. E também passa pela recuperação dos sistemas de ar condicionado das nossas unidades”, disse o secretário.

Segundo a gerente administrativa da maternidade, Raquel Santos, as máquinas chegaram na sexta-feira (20/03) e começaram a ser instaladas no mesmo dia pela Seinfra.

“Em alguns andares, como o 1º e 2º, no mês de fevereiro, algumas máquinas condensadoras foram recuperadas, mas algumas precisavam ser substituídas. É o que está sendo feito agora”, explica Raquel. A maternidade tem três andares.

Aparelhos de ar condicionado

 A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) entregou, no início de fevereiro, 25 novos aparelhos de ar condicionado à Maternidade Balbina Mestrinho.

Os equipamentos serão utilizados até que seja concluída a reestruturação do sistema de ar condicionado central e do sistema elétrico da unidade.

De acordo com a diretora da maternidade, Rafaela Faria, desde a reinauguração da Balbina Mestrinho, em 2013, o sistema de ar condicionado central vem apresentando falhas, por ser antigo e não suportar a sobrecarga gerada pela ampliação.

“Desde a reinauguração da segunda etapa da Balbina, a central de ar condicionado já tinha problemas tanto nos dutos como também porque é um aparelho fora de linha. Agora, são quatro aparelhos de 48 mil BTUs, um portátil e 20 aparelhos de ar condicionado de 27 mil BTUs ”, explicou a diretora.

FOTOS: Divulgação

Nenhum comentário