ÚLTIMAS

Polo Digital de Manaus forma rede de profissionais voluntários para criar soluções de combate ao Coronavírus



Grupos de trabalho, reunidos virtualmente, já estão desenvolvendo projetos que vão desde apoio psicológico aos profissionais de saúde até a criação de válvulas para respiradores.

O Polo Digital de Manaus, ecossistema de tecnologia da informação e comunicação, reuniu-se virtualmente desde o último dia 20, sexta-feira, mais de cem profissionais voluntários de diversas áreas do conhecimento para criar e executar projetos e ações que irão ajudar a combater a crise do Coronavírus. Já foram formados oito grupos de trabalho que estão integrados aos agentes das secretarias municipais e estaduais, além de fornecedores e fabricantes de itens de primeira necessidade.

A rede de profissionais voluntários está sendo formada por engenheiros, cientistas, pesquisadores, desenvolvedoresadministradores, designers, jornalistas e publicitários entre outros. “Estamos construindo uma verdadeira rede de solidariedade com profissionais de alta competência se predispondo a criar soluções a partir das novas tecnologias para, juntos, ajudarmos a combater o Coronavírus”, explica a presidente da Associação do Polo Digital de Manaus, Vania Thaumaturgo, ressaltando que é uma rede aberta a todos que queiram colaborar. 

Os trabalhos realizados durante o fim de semana (domingo 23) foram intensos e contínuos e geraram até o momento sete subgrupos de trabalho voltados para: 


1.    Construção de plataforma de apoio psicológico aos profissionais de saúde que já estão passando por momentos de alto estresse no combate à doença;
2.    Prototipagem de válvulas para respiradores e manutenção dos respiradores atuais, essenciais para salvar vidas;
3.    Compras remotas de itens alimentícios, evitando a saída da população e também exposição dos idosos;
4.    Aumento da produção de álcool em gel e desenvolvimento de matéria-prima substituta, já em falta, para aumentar a disponibilidade frente à alta demanda;
5. Chatbot já disponibilizado pelo site do Hospital Samel(https://www.samel.com.br/), que faz triagem dos sintomas do Coronavírus e indica a unidade de tratamento mais próxima;
6.    Chatbot pelo Telegram para triagem dos sintomas do Coronavírus e indicação de unidade de tratamento mais próxima.
7.    Mapeamento dos casos confirmados e suspeitos no Amazonas; e
8 .  Mapeamento de fornecedores de produtos que apoiem o setor de saúde.

Agradecemos a todos aqueles que atenderam prontamente à chamada e têm trabalhado dia e noite nestes e em outros projetos que irão surgir, destaca Vania ThaumaturgoNas próximas horas, alinharemos suporte direto às unidades de controle do Estado e Município para aumentar sua capacidade.

O Polo Digital de Manaus vem se organizando desde 2018 com a intenção de tornar-se uma das grandes matrizes econômicas do Estado a partir dos investimentos vindos da Lei de Informática. São esses recursos destinados ao P&D que possibilitaram o estabelecimento de um novo polo econômico que visa ser também um Polo Tecnológico de referência no país, afirma Vania ThaumaturgoHoje, o Polo Digital de Manaus gera cerca de 6 mil empregos diretos. São profissionais de altíssimo nível e competência que muitas vezes perdemos não somente para outros Estados Brasileiros, mas também para países como Estados Unidos, Japão, Suécia, França, Canadá, entre outros, pois o mundo todo avança em tecnologia e carece destes profissionais, cabe a nós desenvolvermos mais profissionais com essas competências para alicerçarmos nosso Polo Digital”, conclui Vania. Para informações, seguem os endereços eletrônicos (http://www.polodigitaldemanaus.com/  associacao@polodigitaldemanaus.com). 

SOBRE A APDM
A Associação Polo Digital de Manaus (APDM), criada em fevereiro deste ano, tem como objetivo organizar o ecossistema de tecnologia da informação comunicação de Manaus, dando-lhe visibilidade e representatividade bem como o suporte necessário para o ecossistema alavancar-se em competência e novos negócios. Atualmente, a APDM é formada por vários voluntários que atuam de forma extraordinária para construção deste futuro, envolvendoinstitutos públicos e privados, startups, empresas de tecnologia, fundações, universidades, incubadoras, aceleradoras e coworkings. Tem como membros-fundadores os institutos Sidia, Cesar, Eldorado, Softex e Valyup.

Nenhum comentário