ÚLTIMAS

PROCON DOA A HOSPITAIS DE MANAUS MAIS DE 370 MÁSCARAS CIRÚRGICAS APREENDIDAS EM FISCALIZAÇÃO

O Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM) doou, nesta quarta-feira (25/03), mais de 370 máscaras cirúrgicas para uso dos profissionais que atuam nos hospitais 28 de Agosto e João Lúcio.

Os itens foram apreendidos em uma loja de produtos odontológicos e são próprios para uso hospitalar e na proteção contra o contágio do novo coronavírus (Covid-19).

A apreensão dos produtos se deu por falta de notas fiscais que comprovassem o preço pelos quais eles foram adquiridos. Na semana passada, o Procon-AM autuou a loja após denúncias de consumidores sobre o aumento do preço das máscaras cirúrgicas. Com a pandemia do coronavírus, elas passaram a ser vendidas a R$ 100 (a caixa) – antes, o valor era de R$ 15,90.

A diretora técnica do Procon-AM, Sasha Suano, explica que novas doações devem ocorrer em caso de mais apreensões. Segundo ela, ações como a desta quarta-feira ajudam a salvaguardar tanto os servidores do Estado quanto a população que não pode cumprir a quarentena em casa.

“Um número enorme de servidores está nas ruas para garantir a saúde e a segurança da população. Eles se arriscam diariamente em benefício da coletividade, e, como não podem trabalhar em casa, precisam ser ainda mais rigorosos com as medidas de prevenção”, afirma.

O Procon-AM intensificou as fiscalizações em estabelecimentos que comercializam produtos com alta procura durante a pandemia do coronavírus, como supermercados e farmácias.

Nesta quarta, o órgão seguiu com as ações e apreendeu 5 litros de álcool 96° GL em um comércio no bairro Educandos, zona Sul da capital amazonense. O produto é utilizado como solvente em produtos farmacêuticos e não pode ser comercializado para higiene pessoal.

Em uma distribuidora no bairro Chapada, zona Centro-Sul da cidade, os fiscais apreenderam dez máscaras PFF2, por falta de apresentação da composição de custo. A unidade do produto era vendida a R$ 35.

Como precaução contra o contágio do Covid-19, o Procon-AM suspendeu o atendimento presencial e as audiências na sede do órgão. Dúvidas e denúncias podem ser repassadas pelas redes sociais do Procon-AM, pelos e-mails: duvidasprocon@procon.am.gov.br e fiscalizacaoprocon@procon.am.gov.br, pelos  telefones 0800 092 1512, 3215 4012, 3215 4015, 3215 4009, 99271-5519 (ouvidoria), e pelo site http://www.procon.am.gov.br.

Foto: Divulgação/PROCON

Nenhum comentário