ÚLTIMAS

Record faz ofensiva para tirar jornalistas da Globo no DF, mas só ouve não










 A contratação de Matheus Ribeiro na última sexta-feira (24) foi apenas o primeiro passo de uma guerra entre a Record e a Globo na capital do país. Nas últimas semanas, a rede de Edir Macedo procurou diversos nomes do Jornalismo da concorrente, mas ouviu não de todos eles.

 O maior alvo é a equipe do Bom Dia DF, telejornal da Globo que domina a audiência matinal há vários anos. Não é raro que ele seja o único programa a pontuar na faixa das 6h da manhã, e sua média de share é superior a 50% — ou seja, mais da metade dos televisores ligados no horário sintonizam o noticiário.

 Em novembro do ano passado, a Record conseguiu levar Guilherme Portanova, que apresentou o Bom Dia DF por seis anos. Ele assumiu o DF no Ar, rival direto de seu antigo telejornal, mas o tiro saiu pela culatra: a Globo não perdeu público com a saída dele e a Record também não cresceu.

 A Coluna do Leo Dias obteve com exclusividade uma lista de jornalistas da Globo Brasília que a Record tentou contratar, mas não teve êxito. O "não" dado como resposta pelos jornalistas teve as mais diversas justificativas.

 Alguns deles até se sentiram seduzidos, mas recuaram por não chegar a um acordo financeiro. Outros sequer chegaram a negociar valores, por terem considerado que a proposta era muito verborrágica e pouco prática, além do tradicional receio de largar a emissora líder de audiências.


 Confira a lista de alguns dos nomes procurados pela Record, mas que preferiram ficar na Globo:


 Fred Ferreira: sucessor de Guilherme Portanova no Bom Dia DF, também é editor-executivo do matinal. Está na Globo há 12 anos e é o âncora mais jovem da emissora na capital. Querido pelo público e com sucesso nas redes sociais, foi sondado para assumir o DF no Ar. Disse à Record que está feliz, e declinou do convite.

 Geraldo Beckher: está na Globo há nove anos e é o principal repórter da faixa da manhã. Ganhou prestígio internamente e chamou atenção da cúpula da emissora, no Rio de Janeiro, após flagrar ao vivo o esfaqueamento de um professor, no início de março.

 Clara Franco: repórter em ascensão, está na emissora da família Marinho desde 2008. Começou como estagiária do Globo Rural, passou pela reportagem dos noticiários regionais e chegou recentemente ao posto de repórter dos telejornais de rede.

 Victor Boyadijan: na Globo há apenas dois anos e meio, se tornou rapidamente um dos grandes destaques da GloboNews. Prestigiado, sucedeu Murilo Salviano na cobertura de política no canal de notícias e deu diversos furos de reportagem sobre o Governo Federal.

 Luísa Doyle: repórter do Hora 1, em rede nacional, e também é responsável pelas entradas ao vivo do Globocop no Bom Dia DF. Tida internamente como um dos rostos mais queridos pelo público da Globo Brasília, é considerada forte candidata ao posto de âncora dos telejornais regionais em um futuro próximo.





Fonte: Portal UOL
Foto: Divulgação

Nenhum comentário