ÚLTIMAS

Gato abandonado leva desconhecida a mercado, pede comida e é adotado


Bichano seguiu uma professora do México até o estabelecimento e, chegando lá, apontou para pacote de ração para felino

pandemia do coronavírus não produz consequências apenas em nossas vidas, mas também nos milhares de animais abandonados. Segundo a World Veterinary Association, há cerca de 200 milhões de cães e gatos abandonados no mundo. 

Muitos animais dependem da boa vontade das pessoas para alimentá-los, mas, com o mundo em quarentena, eles estão passando fome. No México, um gatinho branco vive nas ruas desde que nasceu e, enquanto procurava por comida, acabou acidentalmente encontrando um lar para sempre

O caso aconteceu na última semana, na cidade de Piedras Negras. Enquanto a professora da escola primária Tania Lizbeth Santos Coy Tova caminhava até um mercado próximo de sua casa, ele começou a segui-la

Em seguida, já dentro do estabelecimento, ele a conduziu para o corredor de comida de gato e apontou para sua marca preferida


É difícil não se sensibilizar com a situação. Ao ver um gatinho abandonado, passando fome e sem o rabo, Tania não pensou duas vezes e o levou para casa

Dias depois, ela formalizou a adoção e o chamou de Conejo, que significa “coelho” em espanhol, porque ele não tem o rabo comprido característico dos gatos

Hoje, ele já recebeu atendimento médico e já tem seu brinquedo favorito, Rene. Ele não precisa mais passear pelas ruas em busca de comida e é um gato muito feliz.




A história com final feliz do gatinho foi compartilhada nas redes sociais e rapidamente tornou-se viral. Em entrevista, Tania explicou: “Não sabemos se foi por maus tratos de pessoas ou simplesmente porque ele estava brigando com outros animais de rua. Ele se permitiu ser tocado e carregado, mas seu semblante era muito triste e medroso o tempo todo, mesmo antes de vir à nossa casa. Não tínhamos animais, mas acho que ele nos ensinou uma grande lição de que devemos mostrar respeito, amor e empatia com outros seres”

Uma pesquisa recente mostrou que, devido ao isolamento social, as pessoas estão adotando animais mais do que nunca. A cidade de Nova York registrou um aumento de 10 vezes no número de solicitações de adoção e no escritório de Los Angeles da Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra Animais  houve um aumento de 70% nas buscas por animais

O mesmo acontece no Brasil, já que pesquisas mostram que a adoção de cães e gatos teve um aumento de 50% no período da quarentena. Não compre, adote!







Nenhum comentário