ÚLTIMAS

Polícia Civil apreende cinco toneladas de pirarucu ilegal em duas embarcações, no município de Tefé

Nesta quarta-feira (17/06), por volta das 9h30, policiais civis da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tefé (distante 523 quilômetros em linha reta da capital) deflagraram ação que resultou na prisão em flagrante de Alexandre Vieira de Souza, 51, por crime ambiental. Na ocasião, foram apreendidas, aproximadamente, cinco toneladas de pirarucu ilegal em duas embarcações, naquele município.

O investigador de polícia Daniel Barroncas, que está respondendo interinamente pela unidade policial, explicou que durante as diligências, em um primeiro momento, os policiais encontraram Alexandre em uma embarcação que continha, aproximadamente, três toneladas de pirarucu ilegal. Ele apresentou uma nota fiscal falsa que, supostamente, teria sido expedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

“Nesse primeiro barco, constatamos que o pescado havia sido vendido para um indivíduo e estava sendo levado para Manaus. Em continuidade aos trabalhos, abordamos uma outra embarcação e nela, durante revista, encontramos mais duas toneladas de pirarucu sem nota fiscal. Os dois homens que estavam conduzindo a embarcação foram ouvidos e informaram que eram apenas os responsáveis pelo transporte do pescado e que o dono do material era um indivíduo conhecido apenas como ‘Tuchaua’”, detalhou o investigador.

Barrocas informou, também, que as equipes se deslocaram até o endereço de ‘Tuchaua’, mas ele não foi localizado. Porém, o homem será indiciado por crime ambiental. Já o material aprendido foi doado para instituições de caridade, hospitais, escolas e Organizações Não Governamentais (ONGs) da cidade.

Procedimentos – Na unidade policial, Alexandre foi autuado em flagrante por crime ambiental e falsificação de documento público. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele irá permanecer custodiado na carceragem da DIP de Tefé, à disposição da Justiça.

*FOTO:* Divulgação / PC-AM.

Nenhum comentário