ÚLTIMAS

Preços de remédios usados para sintomas da Covid-19 podem variar mais de 760%



Entre os medicamentos usados para amenizar dores de cabeça e outros sintomas, a maior diferença apresentada foi na azitromicina, de 500 mg, com três comprimidos, com a variação acima dos 760%. O produto, dependendo da marca escolhida, pode ser encontrado por R$ 32 e R$ 3,70. Em seguida, a dipirona, de 500 mg, com 20 comprimidos, que varia 565%, de R$ 39,90 e R$ 6. 

Os preços foram detectados em 11 estabelecimentos nos municípios de Olinda, Recife e Jaboatão dos Guararapes entre os dias 2 e 4 de junho. Entram na amostra tanto farmácias padrão quanto as de manipulação, remédios de marca e os genéricos. 

Dicas
- Procure assistência médica. A automedicação pode ser perigosa, pode causar intoxicação e piorar o quadro clínico, entre outros riscos à saúde
- Na pesquisa foi constatada a diferença de preço para o mesmo medicamento, de acordo com o laboratório e a farmácia/drogaria, logo, é essencial pesquisar antes de comprar
- Observe sempre o prazo de validade do medicamento
- Verifique se o número de lote e data de fabricação que constam na caixa do medicamento são iguais aos marcados nas cartelas ou frascos e se a embalagem encontra-se lacrada
- Todo medicamento deve possuir o número de registro no Ministério da Saúde
- Guarde sempre o medicamento em local seco, arejado e fora do alcance de crianças. Tenha cuidado especial com remédios de formato ou aroma atrativo às crianças (formato de bichinhos, cheiro ou gosto de chiclete ou bala, etc.).



Nenhum comentário