InícioPOLÍCIA11 são indiciados após morte de ex-sinhazinha Djidja Cardoso

11 são indiciados após morte de ex-sinhazinha Djidja Cardoso

O delegado Cícero Túlio, 1° Distrito Integrado de Polícia, anunciou nesta quarta-feira (19), o encerramento das investigações do caso Djidja Cardoso, que terminou com o indiciamento de 11 pessoas, incluindo membros da família Cardoso e funcionários do salão de beleza Belle Femme.

As investigações se iniciaram há cerca de 2 meses, tendo sido identificado que um grupo criminoso teria fundado a seita Pai, Mãe, Vida, onde cooptavam pessoas as induzindo ao uso das substâncias de uso veterinário ketamina e potenay.

A família também pretendia abrir uma clínica para conseguir os produtos com mais facilidade, além de fundar uma comunidade, em Manaus, para uso indiscriminado de substâncias ilícitas.

Cícero Túlio também confirmou que Djidja morreu pelo uso excessivo de ketamina, mas que se estivesse vivam seria alvo da operação Mandrágora.

Confira os indiciados:

Ademar Farias Cardoso Neto: Irmão de Djidja Cardoso, acusado de estupr0, associação para o tráfico de drogas e venda de drogas, sequestro e cárcere, entre outros delitos.

Cleusimar Cardoso Rodrigues: Mãe de Djidja Cardoso, acusada de tortura com resultado morte e associação para o tráfico de drogas.

Verônica da Costa Seixas: Gerente do salão Belle Femme, acusada de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Marlisson Vasconcelos Dantas: Cabeleireiro do salão Belle Femme, acusado de tráfico de drogas.

Claudiele Santos da Silva: Maquiadora do salão Belle Femme, acusada de associação para o tráfico de drogas.

Jose Máximo (dono da Maxvet): Tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas.

Savio Soares (dono do reino dos pets e sócio do José Máximo): Tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Roberleno Ferreira (administrador da casa do criador): Tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Hatus Silveira: Tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Bruno Roberto Silva: Charlatanismo, curandeirismo, Tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Emicley Araujo (funcionário da MaxVet): Favorecimento real, favorecimento pessoal.



Artigos Relacionados

LEIA MAIS