O deputado estadual Adjuto Afonso (PDT), propôs em aparte ao pronunciamento do deputado estadual Sinésio Campos (PT), durante a Sessão Ordinária desta quarta- feira (16), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que seja realizado uma Audiência Pública para debater sobre as cobranças indevidas do porto de Manaus Roadway, que cobra taxas consideradas abusivas pelos usuários no valor de R$ 5 por entrada no porto, não aceitando pagamentos onlines, apenas dinheiro em espécie.

Segundo o deputado Adjuto, a Casa Legislativa precisa dar uma resposta à sociedade que vem sofrendo com as arbitrárias cobranças mostradas em imagens e vídeos pelo deputado Sinésio Campos feitos por usuários do porto de Manaus Roadway.

“Proponho, deputado Sinésio, que seja realizado uma Audiência Pública juntamente com os órgãos como a Arsepam (Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas), Defesa do Consumidor e a população, que vem sofrendo com a cobrança desses preços de forma arbitrária. É uma concessão pública que nãodeveria estar cobrando esses valores e pior, só aceitando dinheiro em espécie. A Assembleia já deu um grande avanço com a aprovação da Lei que regulamenta o Serviço de Transporte Hidroviário Intermunicipal de Passageiros e Cargas no Amazonas. Este é o momento de fazermos esta Casa dar uma resposta à sociedade”, disse o parlamentar.

Atualmente, o pedestre paga o valor de R$ 5, já os veículos a partir de R$ 40. O deputado também relatou que irá fazer uma Indicação ao Governo do Amazonas, solicitando a revogação da cobrança da taxa de acesso individual aos barcos de recreio que operam no Porto Público de Manaus, situado na região central da Capital amazonense e solicitar respostas da Arsepam para que cobre como está sendo aplicado os valores cobrados em espécie.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Dep. Adjunto Afonso

Foto: Ney Xavier