TCE


 

 

 

 

Equipe de Guilherme Correia é finalista na competição Tech4Good, promovida pela empresa Huawei, com sistema TrashTrack, que gerencia e coleta resíduos urbanos

O aluno do 6º período de Sistemas de Informação da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Guilherme Correia Tapajós Araújo, compõe a equipe finalista da competição global Tech4Good. O projeto foi selecionado, entre mais de 150 do mundo todo, como um dos 10 finalistas na Tech4Good Global Competition da Huawei. A competição, focada no desenvolvimento de startups sustentáveis alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, busca soluções tecnológicas para desafios globais.

Durante votação pública, a equipe avançou com sucesso para a primeira fase, alcançando 51.5% dos votos e superando os países como Singapura, Itália e Namíbia. Agora, a equipe disputa a segunda fase, juntamente com os 3 times mais votados, que ocorre de 8 a 11 de janeiro. Para votar na equipe, basta acessar os canais de votação (abaixo).

O projeto proposto pela equipe brasileira, intitulado “TrashTrack”, é um sistema de gerenciamento e coleta de resíduos urbanos, direcionado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), 3 e 11, da Organização das Nações Unidas (ONU). O projeto oferece soluções inteligentes de rotas e coleta de dados para melhorar questões relacionadas à saúde, bem-estar e sustentabilidade em áreas urbanas.

Para o estudante, a decisão de participar da competição permitiu o aprendizado com os melhores a nível internacional, visando a difusão de novos conhecimentos tecnológicos ao Amazonas.

“Representar a UEA e o Amazonas é para mim um contexto perfeito. Precisamos ter a coragem de trazer nosso valor à tona e, assim, contribuir não somente ao nosso crescimento individual, mas também à nossa região e ao nosso país. E mostrar ao mundo que nós brasileiros, sobretudo os amazonenses, temos a motivação e a capacidade técnica necessárias para estar entre os melhores profissionais a nível global”, enfatizou Guilherme Araújo.

Além do estudante da UEA, a equipe é composta por outros estudantes de universidade do Brasil: Ana Júlia Mendes (Universidade Federal de Campina Grande), Gabriel Izaac Norberto de Carvalho (Faculdade Impacta), Helen Bento Cavalcanti (Universidade Federal de Campina Grande), Jenifer Toledo (Faculdades Metropolitanas Unidas), Julianna Maria dos Reis (Escola Politécnica de Pernambuco) e Stéfany Coimbra (Universidade Federal de Itajubá).

Sobre o projeto

O sistema TrashTrack aborda o ODS 3 (Boa Saúde e Bem-Estar) e o ODS 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis) com a ideia de um sistema inteligente de gestão de resíduos. O sistema propõe sensores de proximidade instalados em lixeiras nas ruas dos bairros e são aplicados para medir o volume de lixo em cada lixeira, cria e entrega mapas e dados através de um sistema web. O sistema utiliza Inteligência Artificial (IA) para construir dashboards e rotas interativas de coleta de lixo junto com Cloud para armazenar e processar dados para prefeituras e empresas privadas melhorarem sua coleta.

O aplicativo contém gráficos, configurações de sensores e visualização de dados da capacidade das lixeiras (cheia, meio cheia e vazia), demonstrando-a no mapa com as cores dos símbolos de identificação: vermelho, amarelo e verde, respectivamente. Apresentando as informações por região, tipo de lixo (geral ou reciclável) e localização do bairro, garantimos o monitoramento do lixo por meio da automatização da coleta.

Para votar na equipe, basta acessar os canais de votação disponíveis através dos links:

Twitter: https://x.com/Huawei/status/1744636051140870421?s=20

Instagram: https://www.instagram.com/reel/C133bsrhmCc/?igsh=MXRmMXp0bWN6Y21kbg=

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da UEA

Foto: Divulgação