TCE


Manaus – O Amazonas FC anunciou nesta segunda-feira (11) a demissão do técnico Rafael Lacerda. De acordo com o comunicado, o “contrato entre as partes foi encerrado de maneira amigável”. A demissão vem após derrota do time para o Paysandu Sport Clube, ocorrido no sábado (9), na Arena da Amazônia, em Manaus.

Na página oficial do Instagram, o time agradeceu os serviços prestados por Lacerda sob o comando da Onça-pintada.

“Foram 53 jogos, com 29 vitórias, 14 empates e 10 derrotas. Com nosso manto, conquistou o acesso à Série C e o título amazonense desta temporada. Com 18 meses de muito trabalho na Toca, Lacerda foi o comandante mais longevo e vitorioso da nossa história”, diz um trecho do comunicado.

O onça-pintada ainda se diz eternamente grato pelo comprometimento do treinador gaúcho.

“Seremos eternamente gratos por todo comprometimento, dedicação e profissionalismo demonstrados enquanto esteve conosco. Desejamos sorte e sucesso na sequência de sua carreira’, conclui o comunicado.

Pela segunda rodada do quadrangular final do Campeonato Brasileiro da Série C, o Amazonas FC perdeu de 1 a 0 para o Paysandu-PA.

O duelo teve dois pênaltis. Primeiro, marcado a favor do Paysandu, foi convertido pelo atacante, Mário Sérgio, que deu o triunfo ao Papão. Nos acréscimos, o Amazonas teve um pênalti a seu favor, mas, depois da revisão do VAR, o lance foi invalidado por impedimento.

Em nota o Amazonas FC lamentou a utilização do VAR somente aos 36 minutos do primeiro tempo durante a partida com o ‘Papão’. O clube ainda lamentou a confusão generalizada ocorrida próximo ao túnel de acesso ao gramado do estádio.

Já o Paysandu alega que foram agredidos pelo do Onça Pintada. O zagueiro Naylhor, aparece sangrando em imagens que circulam na internet. O time também alega que o preparador físico Thomaz Lucena foi outra vítima de agressão.

A confusão toda foi registrada por vídeo feito por torcedores nas arquibancadas da Arena da Amazônia e compartilhado nas redes sociais

Com informações da assessoria