Anitta posou recentemente ao lado da sua estátua de cera que foi disponibilizada no museu Madame Tussauds em Nova York. A cantora, que teve nome envolvido em polêmicas na semana e que acabou promovendo indiretamente investigações de contratos de shows no meio sertanejo, aproveitou a oportunidade para deixar a sua alfinetada.

No Twitter, ela postou a foto ao lado da estátua de cera e ironizou. “Uma Anitta incomoda muita gente…. duas Anittas incomodam muito maaais”.

Anitta (Foto: Reprodução / Twitter)

Entenda a polêmica
Uma declaração de Zé Neto durante show no Mato Grosso, no meio do mês de maio, reverberou e vem abalando o mundo milionário dos sertanejos. Após o cantor, dupla de Cristiano, alfinetar Anitta e a Lei Rouanet na apresentação, internautas passaram a fazer buscas sobre valores de cachês pagos por prefeituras e órgãos públicos para artistas que se apresentam em shows municipais pelo Brasil.

Durante show em Sorriso, no Mato Grosso, Zé Neto disse que ele e parceiro musical, Cristiano, não eram artistas que “dependiam de Lei Rouanet”, e que seus ganhos eram realizados por meio dos ingressos em shows lotados. “A gente não precisa fazer tatuagem no toba (sic) para mostrar se está bem ou não. A gente simplesmente vem aqui e canta”, disse.Os comentários do cantor deram a entender que ele estaria falando de Anitta, que já mostrou publicamente que fez uma tatuagem íntima. Famosos e fãs da cantora rebateram o sertanejo e passaram a publicar nas redes sociais supostos contratos de shows de duplas pagos com dinheiro público.

Com a repercussão e exposição de cachês altíssimos pagos por órgãos públicos, Zé Neto voltou atrás e chegou a se desculpar publicamente na internet. O cantor publicou uma série de vídeos no dia 21 de maio para afirmar que não quis incitar o ódio e que respeita o talento de cada um.

Mesmo com seu posicionamento, os internautas seguiram buscando informações públicas sobre contratações de cantores sertanejos e trouxeram à tona, nas redes sociais, informações e dados contratuais milionários previstos para o semestre em pagamentos diretos por prefeituras. O primeiro alvo foi Gusttavo Lima, que se envolveu em uma polêmica ao ter divulgado o seu cachê de R$ 800 mil para cantar em São Luiz, em Roraima. Em outro caso, o nome do sertanejo ficou sob os holofotes após ser revelado um cachê de R$ 1,2 milhão que seria pago pela prefeitura de Conceição do Mato Dentro, em Minas Gerais, cuja verba seria supostamente destinada originalmente para os setores de saúde e educação da cidade.

Gusttavo ainda é alvo de uma terceira investigação, desta vez em Magé, no Rio de Janeiro. A prefeitura chegou a contratar o cantor na última quarta-feira (25) para se apresentar no aniversário da cidade. O valor do cachê, no entanto, promoveu abertura de mais um inquérito, já que foi acordado o montante de R$ 1.004.000,00 pela performance.

Com a polêmica, o nome de Anitta vem sendo citado nas redes sociais constantemente. A cantora, no entanto, vem evitando se envolver na polêmica. Em seu Twitter, ela apenas deixou um comentário irônico sobre a situação. “E eu achando que estava só fazendo uma tatuagem no tororó”, disse, se referindo à sua tattoo íntima da qual Zé Neto falou no show em Sorriso, no Mato Grosso.

Fonte:revistaquem.globo.com

Foto: Madame Tussauds