TCE


Mundo – Dois argentinos foram presos acusados de racismo na noite de quinta-feira (10), no Estádio do Morumbi, na zona oeste de São Paulo, durante partida do São Paulo contra o San Lorenzo.

Imagens mostram um torcedor na arquibancada superior imitando um macaco. Ele ainda teria arremessado uma casca de banana que atingiu uma criança de 12 anos, segundo informações da RecordTV. Imagens mostram o garoto chorando.

Em outro flagrante, um argentino que estava no camarote dos dirigentes aparece fazendo gestos racistas.

De acordo com o delegado César Saad, da DRADE (Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva), os homens foram presos em flagrante pelo crime de racismo.

O caso aconteceu durante partida válida pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. A disputa terminou com a vitória do time paulista e a consequente eliminação do clube argentino.

Após a prisão, os argentinos passaram por audiência de custódia ainda dentro do estádio, em uma base do Juizado Especial Criminal do Morumbi. Ainda de acordo com o delegado César Saad, as prisões em flagrante foram convertidas em preventivas.

Posteriormente, a dupla foi encaminhada ao 77° Distrito Policial de Santa Cecília. Os dois homens devem passar por audiência de custódia nesta sexta-feira (11).
Outro caso recente
Na terça-feira (8), o jogo entre Fluminense e Argentinos Juniors, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, foi marcado por confusão causada pelos torcedores visitantes. Três foram detidos e levados ao Juizado Especial Criminal, sendo dois por casos de racismo.

A confusão teria começado com alguns membros da torcida visitante arremessando objetos contra os tricolores que se encontravam no Setor Norte do estádio. A equipe de segurança do Maracanã tentou conter a agressividade dos argentinos, mas um membro sofreu um corte na cabeça, enquanto duas pessoas chamavam os integrantes de “macaquitos”.

Fonte: R7