Foto: Divulgação

Roger Guedes, em férias nos Estados Unidos, revelou que sua casa foi invadida e roubada. Joias e até camisas do Corinthians foram furtadas. O medo no clube é a reação do explosivo jogador

São Paulo, Brasil

“Essa madrugada um bando de fdp assaltou a minha casa.”

“A essa altura, já sabem que me roubaram, porque levaram até as minhas camisetas do Corinthians, jóias e bolsas.”

Com apenas 25 anos, Roger Guedes veio para o Corinthians com a esperança de a pressão popular do time de maior torcida de São Paulo levá-lo à disputa da Copa do Catar.

Ficar dois anos no país e depois jogar na Europa.

Mas a situação social que o país vive é uma das maiores desculpas para que atletas importantes não retornem ao Brasil.

O que aconteceu hoje revoltou não só Roger Guedes.

Como a cúpula corintiana.

Há o medo dos dirigentes que o atacante decida antecipar sua saída do Corinthians, com o roubo que sofreu.

O jogador recebe, entre luva e salários, R$ 1,5 milhão por mês.

Quem conviveu com Roger Guedes no Palmeiras e no Atlético Mineiro sabe. Ele é um dos atletas com mais personalidade no futebol brasileiro. E sabe que está no auge de sua forma.

O atacante disputou 19 jogos com a camisa corintiana. Marcou sete gols e deu duas assistências.

O jogador está viajando pelos Estados Unidos.

 

Os dirigentes corintianos sabem de sua ira com o assalto.

Mas contam com a influência do empresário Paulo Pitombeira para acalmá-lo. Lembrá-lo que, na Europa, outros vários jogadores já tiveram suas residências invadidas e roubadas.

Roger Guedes está muito mais irritado do que demonstra nas redes sociais.

O que pode significar problema sério para seu futuro no Corinthians.

Ele tem contrato até agosto de 2025.

O Corinthians já recusou proposta de clube dos Emirados Árabes pelo jogador.

O clube possui apenas 40% dos direitos do atleta.

Ou seja, se ele quiser sair, será uma situação problemática.

Pouco importando sua multa rescisória de R$ 160 milhões…

 

Fonte: R7

Foto: Divulgação