Foto: Divulgação

Foi lançado na tarde desta segunda-feira (04), na Escola do Legislativo Senador José Lindoso, da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o projeto “Praças do Futuro”. O objetivo é proporcionar a formação de famílias de militares, vítimas da Covid-19, e a sociedade em geral.

O curso escolhido para dar início ao calendário de atividades foi o de “Inspetor de Controle de Qualidade”, que acontece de 04 a 08 de outubro. A iniciativa é coordenada pela Associação das Praças da Polícia e Bombeiro Militar do Amazonas (APPBMAM), com o apoio da Comissão de Promoção e Defesa das Crianças, Adolescentes e Jovens da Aleam, presidida pelo deputado estadual, Álvaro Campelo, e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM).

Para o sargento Igor Silva, presidente da APPBMAM, a realização é um marco para os militares. “Esse curso vai entrar na história, com o apoio do deputado Álvaro, que abriu a Casa do povo para formar esses profissionais. O projeto abre vagas de cursos profissionalizantes para que as pessoas alcancem o mercado de trabalho. Nossa ideia é ampliar os cursos, até em dois turnos, para a sociedade como um todo”, afirmou Silva.

Álvaro Campelo explicou que o lançamento do projeto, é o pontapé inicial de um processo que pode alcançar todo o Amazonas. “Hoje, demos o pontapé inicial, mas teremos outras etapas com a disponibilidade de vários cursos. Sabemos da necessidade de qualificação desses jovens, que precisam estar preparados para conquistar uma vaga no competitivo mercado de trabalho”, afirmou o parlamentar.

Desemprego em alta

A taxa de desemprego no Amazonas atingiu 15,8% e superou a média nacional de 13,5% no ano de 2020. Os dados foram divulgados em março deste ano, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que apontou situação semelhante em outros 19 estados.

O IBGE aponta que as taxas subiram, porque em 2020, não só o mercado formal foi afetado, mas também o mercado informal, que é a principal porta de entrada dos trabalhadores. Todo o período analisado é comparado ao mesmo período de 2019, quando ainda não havia pandemia no país.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Dep. Álvaro Campelo

Foto: Augusto Ferreira