A enxurrada que destruiu o  Posto de Interiorização e Triagem de Migrantes e Refugiados (Pitrig), deixou a população em pânico e oito pessoas em observação médica. A enxurrada aconteceu na manhã desta segunda-feira (3), na avenida Torquato Tapajós, em Manaus.

Segundo informações da Defesa Civil, pelo menos oito pessoas precisaram ser levadas para hospitais da cidade; duas para o Hospital João Lúcio, e um bebê para o Pronto Socorro Joãozinho, ambos na Zona Leste; quatro para o Pronto Socorro 28 de Agosto, no Adrianópolis; uma grávida para o Instituto da Mulher D. Lindu. Ainda não há informação sobre estado de saúde, mas nenhum apresenta risco de morte. A medida ocorreu de forma preventiva.

Cerca de 41 famílias, que também foram vítimas da enxurrada na cidade, serão direcionadas aos abrigos municipais em parceria com governo e exército