InícioAMAZONASCabo Maciel pede atenção do Governo Federal e Estadual para população vulnerável...

Cabo Maciel pede atenção do Governo Federal e Estadual para população vulnerável cuja renda depende da mineração artesanal

Na manhã desta quarta-feira (30), na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Cabo Maciel (PL) destacou as operações que a Polícia Federal e o Ibama estão realizando no sul do Amazonas, em área de garimpo. O parlamentar parabenizou os órgãos federais por atuarem apurando as denúncias realizadas contra o garimpo ilegal, mas solicitou que o Governo Federal e Estadual não deixem desamparados os homens e mulheres em vulnerabilidade social que trabalham com garimpo artesanal na região.

Cabo Maciel, que é membro da Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional da Aleam, se preocupa com a população que pode ficar sem renda e desamparada. “São homens e mulheres que sobrevivem da extração artesanal de minério, que não tem opção. São amazonenses e brasileiros que precisam ser assistidos pelo Governo do Estado e do Federal. É preciso fazer um termo de cooperação, para que possa legalizar, através de associações e cooperativas, de cadastro e controle da extração desse minério. É preciso unir forças para que o Sul do Amazonas possa extrair minério de forma subsistente”, alertou.

O parlamentar destacou ainda que a atividade da mineração artesanal é importante para economia de Humaitá (distante 590 km de Manaus em linha reta), Manicoré (332 km da Capital) e Nova Olinda do Norte (135 km). “Se não tem a legalização essa parte da população vai cair na ilegalidade, são homens e mulheres desesperados pela falta de oportunidade. A Polícia Federal e o Ibama estão cumprindo o seu dever de apurar e fiscalizar e coibir a atividade predatória e empresarial ilegal. Quero pedir que as autoridades contemplem o povo do sul do Amazonas, legalizando a mineração artesanal”, solicitou.

Ufam no Interior

Ainda em seu discurso na tribuna, o deputado estadual destacou que a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) anunciou um edital com 569 vagas para o interior do Estado. São vagas do ensino superior para os municípios de Benjamin Constant (1.121 km), Coari (363 km), Codajás (240 km), Humaitá, Itacoatiara (176 km), Manacapuru (68 km), Manicoré, Parintins (369 km), Tabatinga (1.108 km) e Tefé (523 km). “É uma oportunidade para os nossos estudantes do interior buscarem uma vaga no ensino superior”, finalizou Cabo Maciel.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Deputado Cabo Maciel

Foto: Divulgação

 



Artigos Relacionados

LEIA MAIS