Manaus – A Carreta Vacina Amazonas imunizou 735 pessoas contra covid-19 entre segunda-feira (14) e terça-feira (15) em Manacapuru, a 68 quilômetros de Manaus. A carreta é uma das estratégias do Governo do Amazonas para a intensificação da vacinação, com o objetivo de garantir que um número maior de pessoas possa ter acesso ao imunizante.

O secretário de Estado de Saúde, Anoar Samad informou que a unidade móvel seguirá para outros municípios da Região Metropolitana de Manaus.

“A carreta da vacinação foi uma estratégia excelente desenvolvida pelo Governo do Estado e, por determinação do governador Wilson Lima, estamos agora levando a carreta para o interior. Iniciamos agora a viagem para Manacapuru, estamos aqui desde ontem, e foram mais de 500 doses aplicadas, isso é bastante. E a carreta segue amanhã para Novo Airão, onde estará vacinando nos dias 16 e 17; e nos dias 21 e 22 estará em Iranduba vacinando a população”, ressaltou o secretário.

Anoar Samad também faz um alerta sobre a importância de se vacinar. “Lembre-se que a maioria dos pacientes que estão internados com Covid não são vacinados ou com vacinação incompleta. A vacina é a arma mais poderosa que nós temos para combater esse vírus. A carreta vai até você levar essas doses de esperança”, orientou.

A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), Tatyana Amorim, convocou a população. “A melhor arma contra a Covid-19 é a vacinação e isso está comprovado. Estamos diminuindo óbitos e hospitalizações em virtude da vacina e agora a carreta está mais próxima. É para você que mora em Novo Airão e Iranduba, procurar o ponto mais próximo da carreta e ir se vacinar. Não tem desculpa para você que não fez a primeira dose, faça, e quem está com esquema vacinal atrasado, atualize e quem ainda não fez a dose de reforço, faça. A carreta está chegando aí”, disse.

Rosinaldo Araújo, 36, aproveitou a carreta em Manacapuru para colocar o esquema vacinal em dia. Ele tomou a segunda dose. “Achei a carreta boa, porque temos um pouco de dificuldade. Mas agora está sendo muito boa a vacinação. Peço que todo mundo venha tomar a sua vacina”, disse.

A autônoma Andriele Maciel de Lima, 23, tomou a 1ª dose da vacina aproveitando a passagem da carreta. “Eu achei muito bom, eu ainda não tinha tomado a primeira dose e agora eu aproveitei a oportunidade para tomar, muito protegida.  Você que ainda não tomou sua vacina, que venha se vacinar, só assim nosso Brasil vai melhorar”, disse.

A carreta disponibiliza a aplicação das 1ª, 2ª e 3ª doses, além da 4ª dose, para as pessoas com alto grau de imunossupressão, que receberam a dose de reforço há pelo menos quatro meses.

Reforço

Para a população acima de 60 anos, o intervalo para a terceira dose é de pelo menos três meses após a aplicação da segunda dose. Para pessoas entre 12 e 59 anos, a imunização com a dose de reforço exige um intervalo de pelo menos quatro meses.