TCE


Equipes da concessionária realizam atendimento em todas as zonas de Manaus

A concessionaria Amazonas Energia registrou até as 11h desta terça-feira (07/11) um total de 630 ocorrências emergenciais provocadas pela forte chuva que atingiu Manaus desde a madrugada de hoje. Ao todo, 60 equipes da empresa atuam para normalizar o serviço para aproximadamente 49 mil clientes afetados em todas as zonas da capital amazonense.

Segundo o coordenador do Centro de Operação da Distribuição da Amazonas Energia, Ernesto Costa Diniz, os ventos fortes provocaram derrubadas de galhos de árvores sobre a rede de fiação, além de postes de energia elétrica e destelhamento de casas. Ele informou que desde o último domingo (05), as ocorrências emergenciais dispararam na concessionaria, em razão dos fortes temporais em Manaus.

“Desde o dia 5, por volta das 13h30, teve o primeiro temporal, inclusive, estava ocorrendo o Enem, e estávamos somente com 30 ocorrências. Esse temporal atingiu principalmente a Zona Oeste, como Compensa, Redenção, Tarumã, Ponta Negra. A quantidade de ocorrências chegou até a 850 (no domingo)”, explicou o coordenador, reiterando que em toda a capital foram registradas ocorrências emergenciais nesta terça-feira. “Praticamente todas as áreas foram afetadas. Temos várias ocorrências de postes caídos, redes (elétricas) no chão. Foi um temporal mais abrangente. No dia 5, foi mais concentrado na Zona Oeste. A gente costuma dizer que a chuva não é o problema. O problema é o vento, que causa efeito mais catastrófico”, completou Ernesto.

Atendimento

A Amazonas Energia priorizou os atendimentos em regiões que concentram unidades de atendimento em saúde e dobrou o número de equipes. “Primeiramente, atendemos as unidades de saúde; as indústrias, que são clientes especiais que concentram alta tensão e média tensão; áreas onde o impacto aos clientes são maiores. Quando há risco, áreas com possibilidade de risco de morte, por exemplo, de rede elétrica partida no chão, é priorizado o atendimento. Às vezes, quando falamos em priorizar, não é restabelecer a energia. Quando tem rede partida no chão, faz-se o trabalho de isolamento. Depois, analisa a dimensão de impactos para adotar as medidas mais assertivas para os clientes”, disse.

O tempo médio de atendimento dessas ocorrências nesta terça está em 100 minutos. “Até o fim do dia é muito provável que o tempo médio chegue a 400 minutos. No domingo (05), chegamos a um tempo médio de 347 minutos”, disse o coordenador Ernesto.

Blecaute

Ainda no domingo, segundo Ernesto Costa Diniz, ocorreu um blecaute de aproximadamente quatro horas nas cidades de Manacapuru e Iranduba devido ao forte temporal, provocando um problema na linha transmissão que abastece as cidades.

Mais chuvas

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disparou alerta de previsão de chuvas intensas para Manaus com perigo potencial nesta terça (07). O aviso iniciou por volta das 8h30 e é válido para até as 9h desta quarta-feira (08/11). A previsão é que haja chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, e ventos intensos (40-60 km/h).

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Amazonas Energia

Foto: Divulgação