Em quatro dias, a Central Integrada de Fiscalização (CIF) vistoriou 41 estabelecimentos para verificar o cumprimento das regras de prevenção à Covid-19. Durante as fiscalizações, 18 locais foram autuados pelos agentes por diversas irregularidades encontradas. Ao todo, quatro festas clandestinas com mais de 2 mil pessoas foram encerradas, após a chegada dos fiscais.

 

As ações aconteceram entre a sexta-feira (03/09) e a madrugada de terça-feira (07/09). Na sexta-feira, o Andarilho Bar e Restaurante, localizado na rua Belo Horizonte, bairro Adrianópolis, zona centro-sul, foi autuado pelos fiscais, depois de flagrarem aglomeração de pessoas. Ainda de acordo com os agentes, o estabelecimento mantinha no palco um número superior a três músicos, o que não é permitido pelo decreto estadual.

 

No sábado (04/09), três festas clandestinas com divulgação nas redes sociais foram encerradas. Juntos, os eventos reuniram aproximadamente 1,5 mil pessoas. Uma das festas encerradas ocorria na casa de show Via Sul Hall, no bairro Japiim, zona sul. Os policiais e fiscais flagraram grande aglomeração de pessoas com salão de dança, que não é permitido.

 

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) constatou ainda que o estabelecimento tinha fiações expostas, hidrantes com defeito, erro na saída de emergência e alarmes de incêndio inoperantes.

 

O Scandallo Vip Lounge, no bairro Tarumã, na zona oeste, foi fechado no domingo (05/09) pela CIF, após constatarem aglomeração no local. O evento “Let’s Sunset”, no Parque das Laranjeiras, zona centro-sul, também foi encerrado pelo mesmo motivo.

 

Véspera de feriado — Na segunda-feira (06/09), policiais da SSP-AM receberam uma denúncia informando sobre uma festa clandestina, denominada “Não era Amor”, que acontecia em uma casa de eventos localizada no bairro Adrianópolis. Segundo a equipe, mais de 500 pessoas estavam no local no momento da chegada dos policiais.

 

A ação aconteceu com o apoio de agentes do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot), do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e de policiais da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

 

Ação integrada – Coordenada pela SSP-AM, a CIF está focada no cumprimento das regras de prevenção da Covid-19, desde junho de 2020, quando o comércio da capital amazonense começou seu processo de reabertura gradual, após o isolamento imposto para contenção de casos. Seguindo determinação do secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, a CIF teve suas ações ampliadas.

 

A CIF conta ainda com apoio das polícias Civil e Militar, CBMAM, agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) e Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM).

 

FOTOS: Tarcísio Heden e Pelegrine Neto/SSP-AM