InícioVARIEDADESCineteatro Guarany apresenta ‘Mostra Experimentos, Experiências e Construção de um Artista’

Cineteatro Guarany apresenta ‘Mostra Experimentos, Experiências e Construção de um Artista’

Manaus (AM) – O Cineclube de Arte da Secretaria de Cultura e Economia Criativa apresentará, neste sábado (22/6), ás 17h, no Cineteatro Guarany, anexo ao Palácio Rio Negro, na avenida Sete de Setembro, a “Mostra Experimentos, Experiências e Construção de um Artista”. Produzida pelo cineasta manauara Davi Marinho, sob curadoria de Igor Maia, Maria Eduarda, Maria Macedo e do próprio Davi. Com classificação indicativa de 10 anos e entrada gratuita.

De acordo com o cineasta Davi Marinho, o público pode esperar uma exposição singela de obras do cotidiano, como desenhos de objetos domésticos, paisagens e até figuras humanas, todos como forma experimental do fazer artístico. A mostra é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

“A mostra visa incentivar a quem for assistir os curtas e prestigiar a exibição, que deixe fluir o artista de cada um como forma de expressão” disse o cineasta.

Durante a exibição da mostra, o artista apresenta um lado mais intimista, com obras audiovisuais feitas durante sua graduação em Publicidade e, mais recentemente, em Artes Visuais. Ele também faz uma singela homenagem ao seu pai, recém-falecido, com o curta-metragem “O Herói”. Além de apresentar uma reedição do curta “Ruth – vamos falar de medo?”, lançado em 2019, também no Cineteatro Guarany.

Essa pegada intimista também se faz presente na exposição das obras visuais de Davi Marinho, que serão exibidas pela primeira vez em um espaço público. Davi iniciou sua produção artística a partir de 2022, quando ingressou no curso de artes visuais. A exposição é uma combinação de experimentos acadêmicos e pessoais, englobando pintura a lápis, carvão, obras tridimensionais, além de fotografias resultantes de cursos técnicos e livros produzidos pelo próprio artista.

Programação

A exposição/mostra estará dividida em três partes sendo elas a abertura da exposição das obras visuais às 17h, em seguida a exibição das obras audiovisuais com início às 18h15 e por fim uma roda de conversas que iniciará às 19h15, encerrando todo o evento às 20h.

O cineasta

Davi Marinho é amazonense, 42 anos. Formado em Produção Publicitária, pós-graduado em Comunicação e Semiótica e também em Cinema e Linguagem audiovisual. Iniciou a produção de curtas no ano de 2002, em oficinas oferecidas pela SEC-AM. Atualmente é graduando em Artes Visuais, produtor, roteirista, diretor e ator de curtas de diversos gêneros como campanhas sociais, comédia e terror.

O artista já teve seus filmes exibidos em festivais locais, mostras nacionais, programa de Televisão e sessão especial com alguns de seus curtas em locais gerenciados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Davi Marinho selecionou para a mostra as seguintes obras:

“ACASO, DESTINO OU ALGO MAIS” (4min, 2010) – Esta ficção coloca em evidência a questão do racismo. Cheia de ação e com fortes pitadas de emoção, o curta foi indicado em várias categorias no festival Curta 4 no ano em que participou. Categoria: Drama/ficção/campanha social

“PENSAMENTO CONTEMPORÂNEO FRANCÊS” (7.24min, 2011) – Esse pseudo-programa televisivo foi criado para um trabalho universitário do curso de Produção Publicitária e busca discutir a espetacularização da mídia nos dias atuais. Uma paródia de alguns programas que eram presentes no início dos anos 2000 e que permanecem até os dias atuais.

“QUE PAÍS É ESSE?” (1,2min, 2014) – Esse curta questiona a valorização do professor e das pessoas que agem de má fé para conseguirem se dar bem na vida. Categoria: Ficção

“AMIZADE” (1,2min, 2015) – Em sua primeira experiência com animação, Davi Marinho traz essa singela homenagem ao, na época, recém-falecido Roberto Bolaños, abordando um dos temas que o humorista trazia frequentemente em seus programas. Categoria: Animação

“INCONDICIONAL” (1,2 min, 2016) – Em sua segunda animação com fotografias, Davi Marinho consegue abordar o tema inclusão e representatividade de forma leve e delicada. Neste filme, uma criança vai a um pet shop para comprar um cachorrinho, mas o dono do estabelecimento tenta fazer com que ela desista da ideia por conta de um pequeno “probleminha”. Categoria: Animação

“BOA NOITE PAPAI” (5min, 2021) – Alguns relacionamentos entre pais e filhos deveriam durar para sempre. Será mesmo?. Categoria: Ficção/suspense

“AGONIA” (11min, 2022) – Gaspar é um jovem que narra uma experiência única em sua vida. Mesmo sem saber direito o que aconteceu em um momento recente, ele vai recordando tudo que vivenciou ao nos mostrar de modo confuso, o  que torna a história envolvente a cada segundo. Este suspense nos instiga a querer saber que experiência é esta que deixou Gaspar tão transtornado.

“AMOR MALANDRO” (1,2min, 2015) – Essa comédia traz o relacionamento conturbado de um casal que sempre briga, mas se amam. Categoria: Animação

“AS PRAÇAS DA MINHA CIDADE” (30s, 2013) – E se fosse possível chamar todos os moradores para se divertirem nas praças de sua cidade? Como fazer isso? Que tal um jingle para ficar na memória de cada um que ouvir e assistir? Mais um trabalho acadêmico que Davi Marinho faz com seus colegas de turma.

“ESTRANHOS” (10min, 2023) – Um relacionamento entre dois jovens parece não estar indo bem. Eles praticamente não se falam e o motivo poderia estar relacionado com a mãe da garota. Mas será que esta é uma história simples de ser resolvida? Categoria: Suspense

“RUTH – VAMOS FALAR DE MEDO?” (13min, 2024) – Em se tratando de medo cada um tem o seu. Neste caso, o de Ruth é ficar sozinha e de ficar no escuro. O que acontece quando essas duas situações se encontram em um dia qualquer? Categoria: Suspense/terror

Lançamento oficial

“O HERÓI” (4,11min, 2024) – Para você, o que é ser um herói? Quem foi seu primeiro grande herói? Qual herói vai ficar em suas lembranças para sempre? Nesta animação vamos conhecer algumas formas que os super-heróis se apresentam em nossas vidas e como um herói faz toda diferença na vida de uma criança.



Artigos Relacionados

LEIA MAIS