Brasil  – Uma mulher, que não foi identificada, teve o sobrenome trocado por “vagabunda” no cartão de crédito. A vítima recebeu o novo cartão no dia 27 de junho e entrou com processo por danos morais pedindo uma indenização de R$ 50 mil pela situação vexatória.

De acordo com o site Metrópoles, a mulher, de 29 anos, ficou constrangida ao abrir a embalagem e conferir os dados do cartão. O advogado da vítima, Ederson Lourenço, informou que “além do cartão, a conta dela também foi modificada”. Lourenço descreve o caso como “humilhante e vexatório”.

O C6 Bank, banco que enviou o cartão, se manifestou por meio de nota e disse que acompanha o processo. O banco também informou que se coloca à disposição dos clientes para “apurar todos os casos”.

“Em cumprimento ao disposto na Lei Complementar nº 105/2001, não podemos fornecer a terceiros informações de operações ativas e passivas de serviços bancários, sob pena de quebra de sigilo bancário. As informações somente podem ser fornecidas diretamente ao consumidor ou na forma autorizada na citada lei. Estamos à disposição dos clientes para esclarecer dúvidas, resolver qualquer problema e apurar todos os casos”, diz a nota.