Militares das forças armadas e jornalistas ficaram encantados com o que viram

A prefeitura de Rio Preto da Eva recebeu na manhã desta segunda-feira (25) no município, a visita da comissão do Programa Calha Norte, do Ministério da Defesa, do Governo Federal. A comitiva formada por militares das forças armadas e jornalistas, veio à cidade inspecionar as ações desenvolvidas no Centro de Convivência do Idoso, para registrar como os recursos do programa, investidos por meios de convênios, estão sendo usados para melhorar a vida das pessoas.

 

O 1º Tenente da Marinha e Coordenador de Engenharia do Programa Calha Norte, Diogo Nascimento, ficou feliz com o que viu. “O Calha Norte sempre volta para fiscalizar a política pública, se está sendo desenvolvida, acompanhada, se está havendo a manutenção correta, o emprego do recurso do governo federal, então pelo o que nós vimos aqui, continuam as atividades, o Centro estava repleto de idosos, cumprindo a sua finalidade com o que foi celebrada”, disse ele.

 

Compondo a equipe de vistoria também estavam jornalistas de grandes emissoras do país. Eles registraram e documentaram as ações. Repórter da Tv Brasil, Ana Graziela Aguiar ficou impressionada com a quantidade de idosos atendidos. “Muito interessante a gente ver a quantidade de idosos aqui reunidos, um município pequeno que tem essa mobilização toda, esses idosos super ativos, com vontade de participar, animados, atentos às palestras, eu achei super interessante e fiquei bem feliz de ver tantos idosos assim, ativos”, disse ela.

 

Centro de Convivência do Idoso

 

O Centro de Convivência do Idoso Antônio Batista Filho é uma obra da prefeitura de Rio Preto da Eva em parceria com o Programa Calha Norte do governo federal, inaugurado em 2020.

 

O local atende atualmente 279 idosos da zona urbana, e 130 da zona rural. Dona Olga Carvalho de 75 anos é moradora do ramal Fé em Deus, e não perde as atividades. “Eu pego dois ônibus pra vir participar, mas eu adoro. Eu gosto da ginástica, eu estudo, eu tô aprendendo muita coisa, a professora é muito legal, muito boa, ela ensina muito bem, é uma alegria pra nós”, relatou ela.

 

Dona Raimunda Picanço, de 62 anos, também é uma das frequentadoras do Centro. Ela e o marido participam há cerca de 4 meses das atividades. “Eu gosto da ginástica, da parte física, o artesanato que é uma terapia pra gente. Estando aqui a gente esquece de tudo, eu me sinto muito bem aqui, eu gosto de tudo, graças a Deus é muito bom para nós”, diz ela.

 

No Centro são oferecidas atividades físicas, ginásticas, cursos de artesanato, aulas de canto e têm 22 idosos sendo alfabetizados por meio do EJA (Educação de Jovens e Adultos), uma parceria com a Secretaria de Educação. A coordenadora do Centro, Ana Reis, está há 1 ano à frente do espaço. “Eu fiquei muito contente com a visita do Programa Calha Norte, eles vieram ver se o Centro está sendo usado, e eu fico feliz porque encontraram o Centro em atividade, e eu agradeço a Deus e ao prefeito que tem olhado para essa classe que é os idosos”, diz ela.

 

Piscina em Construção

 

O Centro vai ficar ainda mais completo com a entrega de uma piscina para os idosos fazerem aulas de hidroginástica. A obra já está em andamento e tem previsão de ficar pronta até o final de junho. “Essa piscina vai ser uma benção, porque quando não tínhamos a piscina, as aulas eram feitas no rio, e era bem gostoso, muita gente ia pro rio, e eles ficaram muito felizes”, conclui Ana Reis.

 

Programa Calha Norte

 

Criado em 1985 e integrado ao Ministério da Defesa desde 1999, o Programa Calha Norte (PCN) tem a missão de contribuir para a manutenção da soberania nacional, a integridade territorial e a promoção do desenvolvimento ordenado e sustentável na sua área de atuação.

 

O PCN abrange, atualmente, 442 municípios, distribuídos em dez estados: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

 

O Programa executa suas ações mediante a transferência de recursos orçamentários, de forma direta para as Forças Armadas e por intermédio de convênios firmados entre o Ministério da Defesa e os estados ou os municípios abrangidos em sua área de atuação, empregando recursos oriundos de emendas parlamentares, para atendimento de projetos de infraestrutura básica e aquisição de equipamentos.