Brasil – Como avanço da variante Ômicron, a França registrou nesta terça-feira (11) a marca de 368 mil contaminações diárias de Covid-19. O número é o maior no país desde o início da pandemia.

O recorde anterior tinha sido registrado na última quarta-feira (5), com 330 mil novos casos em 24 horas.

O número de mortes no país foi de 341 pessoas apenas nesta terça-feira.

O ministro da Saúde, Olivier Verán, afirmou que o momento da pandemia na França é “inquestionavelmente difícil”. Além disso, disse que o sistema de saúde enfrentará uma “tremenda provação” com o aumento no número de casos.

Verán fez as declarações durante uma sessão no Senado que discute a proposta de aumentar as restrições no país. O projeto, que já foi aprovado pela Câmara, proíbe a entrada de pessoas com mais de 12 anos não vacinadas contra a Covid-19 em restaurantes, bares, teatros, cinemas, shows, jogos esportivos, trens de média e longa distância.

O projeto tem apoio do presidente, Emmanuel Macron, e a expectativa é de que seja aprovado até o próximo dia 15.