Condenado, ele ainda terá de devolver mais de 500 mil euros ao Tesouro

 O jogador brasileiro Diego Costa, naturalizado
espanhol, foi condenado hoje (04) na Espanha a seis meses de prisão
por fraude fiscal. De acordo com o jornal espanhol Marca, durante a
audiência realizada nesta manhã no Tribunal Provincial de Madri, o
atleta se declarou culpado pela denúncia apresentada pelo Ministério
Público, de que sonegou  1 milhão de euros – aproximadamente R$ 5,8
milhões – ao Tesouro espanhol, na declaração de imposto de renda de 2014. Na
ocasião, o atacante foi transferido do Atlético de Madrid para o Chelsea, da
Inglaterra. 
  A pena determinada foi de seis meses de
prisão, mas a defesa do atleta conseguiu entar em acordo com a Promotoria,
que converteu a detenção em pagamento de multa a ser paga em duas etapas:
imediatamente o jogador teve de desembolsar o valor de 36 mil euros
(aproximadamente R$ 200 mil), e ainda ter de devolver 507.208 euros (cerca
de R$ 2,9  milhões) aos cofres públicos.
 De acordo com a agência de notícias AFP,
que teve acesso à decisão judicial, o que teria facilitado o acordo hoje (4) no
Tribunal Provincial de Madri foi o fato de o jogador ter efetuado, em agosto
passado, o pagamento de 1,14 milhão de euros (aproximadamente R$ 6,6
milhões), quitando por completo a dívida fiscal, incluindo juros. 
Foto: Ueslei Marcelino