Treinador de 60 anos foi bem no comando do Ceará e chega ao Rubro-Negro para substituir o português Paulo Sousa

O turbilhão de emoções que se tornou a última semana do Flamengo finalmente teve um desfecho. Na tarde desta sexta-feira (10), Dorival Júnior assinou a rescisão contratual com o Ceará e foi confirmado como comandante do Rubro-Negro. Ele assinou contrato até o fim de 2022.

Aos 60 anos, Dorival comandará o Flamengo pela terceira vez. Na primeira passagem, chegou ao clube em julho de 2012. Naquele ano, a equipe terminou o Brasileirão em 11º lugar. O treinador foi mantido para o ano seguinte, mas acabou demitido em março de 2013 porque não aceitou reduzir o salário em 50%, como desejava a diretoria rubro-negra. Foram 15 vitórias, 11 empates e 10 derrotas do time nesse período.

Em setembro de 2018, ele voltou ao clube para comandar a equipe na reta final do Brasileirão. Em 12 jogos, houve sete vitórias, três empates e duas derrotas. A campanha levou o time ao vice-campeonato nacional. Apesar dos bons números, ele acabou demitido, já que o na época recém-eleito presidente Rodolfo Landim acertou a contratação de Abel Braga.

Dorival teve bons números no Ceará

No Ceará, Dorival ficou apenas 73 dias, mas obteve 11 vitórias, quatro empates e três derrotas e, além de deixar o time em 12º no Brasileirão, fez a melhor campanha da história da primeira fase da Copa Sul-Americana, com seis vitórias em seis jogos. Agora na Gávea, ele substituirá o português Paulo Sousa, que foi demitido na noite desta quinta.

Sua estreia deve ser já neste sábado, contra o Internacional, fora de casa.

 

Fonte: R7

Foto: Divulgação