“Manter as crianças na escola representa a evolução contínua da sociedade”, afirmou o pré-candidato a deputado estadual pelo PSC.

O Instituto Boneco de Porcelana, localizado no bairro Santa Etelvina, na zona Norte de Manaus, há oito anos atua no combate a evasão escolar. Conforme dados da Secretaria de Estado Educação e Desporto (Seduc), anualmente, cerca de 77 mil alunos abandonam as escolas no Amazonas. “Eu fico muito feliz em apoiar um projeto como esse porque a minha relação com Manaus começou numa fase difícil da minha vida. Quando eu cheguei aqui, fui morador de rua, da Praça da Polícia. Eu fui beneficiado por programas sociais como esse. Uma mão que estende pode fazer a diferença na sua vida, como fez na minha”, declarou pré-candidato.

Dr. Mike ficou emocionado ao conhecer as instalações simples do projeto que tem lutado para dar oportunidade para crianças e jovens de continuar o aprendizado e ter, por meio do estudo, mais oportunidades que os pais e avós. “Foram essas oportunidades que me ajudaram a estudar, a me tornar cirurgião-dentista, a me tornar empresário. Espero que todos aqui aproveitem a chance de crescer e de ter uma profissão que permita viver com tranqüilidade”, desejou o pré-candidato a deputado estadual.

O projeto, em parceira com a Organização das Nações unidas (ONU), paga R$ 550, por criança que a família mantiver na escola. A iniciativa combate diretamente a maior causa da evasão escolar. Conforme pesquisa executada pela consultoria Tewá 225, no ano passado, 21,7% dos estudantes deixam de freqüentar a sala de aula para trabalhar. “Nós já conseguimos atender mais de mil crianças com esse programa. O recurso garante que a família deixe a criança, o jovem na escola e não o force a procurar trabalho para ajudar no sustento da casa”, relatou o diretor-presidente do instituto Boneco de Porcelana, Kleverson Cândido da Silva.

*Cuidado ainda maior com as mulheres*

A situação das meninas e das adolescentes em relação aos estudos ainda é mais delicada. Conforme a pesquisa realizada no ano passado, 8,2% das estudantes amazonenses interromperam o período escolar porque engravidaram precocemente. A grande maioria não retoma os estudos porque é obrigada a assumir tarefas de adulto.

Dr. Mike ressaltou a importância da força feminina e enfatizou que elas devem ser protegidas nesta e em qualquer outra situação que as impeça de evoluir. “Por entender a importância da mulher para a sociedade, em especial na minha vida, já que sou um homem rodeado e cuidado por mulheres, defendo o empoderamento feminino. Os projetos sociais que desenvolvo e apoio são voltados para aquela mãe que vive subjugada pelo marido, que sofre calada porque não tem como sustentar os filhos. Meu sonho é que fazendo os cursos e tendo a capacitação necessária, essas mulheres tenham autonomia, sejam senhoras do seu destino para que na hora em que o homem quiser vir ralar a mão nela, ela diga: epa, eu também contribuo com a casa, eu também mando aqui. E se a relação não tiver mais jeito, que ela possa definir o seu caminho como quiser”, prospectou o cirurgião-dentista.

Mike defendeu o empoderamento das mulheres como forma de corrigir injustiças. “Eu acho que a gente tem que respeitar proteger as nossas mulheres e os nossos filhos. Vocês, mulheres, são a maioria da população. Além disso, não fomos nós, os homens, que fomos escolhidos para dar a vida, mas sim vocês. Vocês têm o poder”, disse o pré-candidato.