Manaus/AM – Com o Amazonas novamente na fase laranja e os casos de covid-19 em disparada, duas novas usinas produtoras de oxigênio foram implantadas em Serviços de Pronto Atendimento (SPA) de Manaus.

Os equipamentos foram implementados no SPA José Lins, no bairro Redenção, zona centro-oeste da capital, e no SPA Enfermeira Eliameme Rodrigues Mady, no Monte das Oliveiras, na zona norte.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), cada usina possui capacidade de produzir 30 m³ de oxigênio e ar comprimido por hora, isso representa o dobro da capacidade que a unidade necessita para atender os pacientes.

Com os novos equipamentos, o Amazonas possui, agora, 45 usinas de oxigênio em operação no estado, sendo 31 em funcionamento no interior e 14 em Manaus. A previsão é de que até setembro de 2022 o Governo instale mais 27 usinas nas unidades de saúde na capital e no interior do estado.