A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto da Eva (SEMSA), por meio do setor de endemias, começou nesta quarta-feira (13), uma ação de combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como dengue, Zika Vírus e Chikungunya. A medida foi adotada depois que o município registrou 13 casos de dengue.

“Nós estamos realizando em alguns bairros da cidade o serviço de UBV (ultra baixo volume), nosso objetivo com isso é diminuir a população do mosquito Aedes Aegypti. A gente está com uma equipe fazendo a borrifação, e também uma equipe indo nas casas fazendo a educação em saúde, orientando os moradores sobre os cuidados com recipientes com água parada”, informou Anteones Almeida, gerente de endemias de Rio preto da Eva.

A ação vai ser feita em três ciclos. Os agentes vão visitar os bairros Centro, Morada do Sol e Parque dos Coqueiros fazendo o trabalho de borrifação e orientação, na quarta-feira, quinta-feira e sexta-feira. Na semana que vem, os agentes voltam a esses locais, e na semana seguinte, voltam mais uma vez, até completar os três ciclos. “O trabalho está sendo realizado nesses três bairros porque foram moradores dessas localidades que foram diagnosticados com a dengue. Vale lembrar que há muito tempo o município não registrava casos da doença, então estamos trabalhando para eliminarmos todos os focos do mosquito”, disse Anteones.

Esse é um ótimo período para a proliferação do mosquito devido a mudança climática e as constantes chuvas, por isso a importância dessa ação. E a população é a principal aliada da equipe de saúde. “Nós pedimos o apoio dos moradores para que não deixem água acumulada em recipientes, que fiscalizem o seu espaço e também o espaço do vizinho, que façam esse trabalho de orientação e não deixem água parada. Juntos vamos vencer o Aedes Aegypti”, finalizou o gerente de endemias.