Amazonas – Com palestras sobre controle externo, compliance e momento político do Brasil, o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) fará, no próximo dia (18), a partir das 9h, a abertura do ano letivo da Escola de Contas Públicas (ECP). O evento será realizado no auditório do Tribunal, para um número limitado de convidados, devido à pandemia de Covid-19, e terá transmissão ao vivo pelas redes sociais da Corte de Contas amazonense.
Para os que desejarem horas complementares, será possível fazer a inscrição para participar do evento e receber o certificado. O link de inscrição será disponibilizado na próxima semana.
“A Escola de Contas é o braço pedagógico do Tribunal. O nosso objetivo principal não é punir o mau uso do dinheiro público, mas sim primeiramente evitar que exista esse  mau uso, e a ECP, com seu trabalho de capacitação, tem feito a diferença nesse sentido”, destacou o presidente do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro.
O coordenador da ECP/TCE-AM, conselheiro Mario de Mello, afirmou que o ano letivo será permeado de cursos e capacitações presenciais, mas, especialmente híbridas e virtuais, de modo que todos os municípios do Amazonas sejam contemplados.
“Para alcançar um maior número de jurisdicionados e cidadãos, uniremos o ensino presencial ao híbrido, utilizando todas as tecnologias disponíveis para as capacitações. Sem dúvidas teremos inúmeros cursos que farão a diferença no âmbito da gestão pública e do bom uso do erário”, afirmou o coordenador da ECP, conselheiro Mario de Mello.
Além da presença dos conselheiros do TCE-AM, entre eles o presidente Érico Desterro e o coordenador da ECP, Mario de Mello, o evento terá como convidados jurisdicionados e gestores de diversos órgãos da administração pública do Amazonas.
Programação  
A abertura do ano letivo da ECP contará com palestras ministradas por especialistas nas áreas do Direito e Jornalismo.
Estão previstas as palestras do doutor em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Cláudio de Souza Neto; do doutor em Direito das Relações Sociais pela Pontifícia Universidade do Rio de Janeiro (PUC-RIO),  Lauro Ishikawa; além da palestra jornalista, colunista e editor-chefe do periódico Diário do Poder, Cláudio Humberto Rosa e Silva.
Com informações da assessoria