InícioSAÚDEEstresse crônico é mais comum entre usuários de vape, diz estudo

Estresse crônico é mais comum entre usuários de vape, diz estudo

Pesquisadores do Hospital para Crianças Doentes (SickKids) de Toronto, no Canadá, afirmam que os usuários jovens de cigarros eletrônicos (vapes) –têm duas vezes mais probabilidade de relatar estresse crônico quando comparados às demais pessoas da mesma faixa etária.

A descoberta foi apresentada pela pesquisadora Teresa To, no Congresso Internacional da Sociedade Respiratória Europeia (ERS, na sigla em inglês). O evento ocorreu em Milão, na Itália, entre os dias 9 e 13 de setembro.

Um estudo anterior, também feito pela cientista, já trazia evidências de que o uso do vape aumenta a predisposição do usuário a sofrer ataques de asma.

“Pesquisas estão começando a mostrar que usar vapes afeta a saúde física e mental dos jovens. Neste novo estudo, focamos na relação entre o uso de vapes, saúde mental e qualidade de vida dos jovens”, explicou a autora, em comunicado à imprensa.

Vape e saúde mental

No novo estudo, os pesquisadores avaliaram os dados de 905 jovens, com idades entre 15 e 30 anos, residentes do Canadá. Desses, 115 (12,7%) afirmaram usar ou já ter usado cigarros eletrônicos em algum momento da vida.

A pesquisa também levou em consideração fatores conhecidos pela relação com o estresse, como consumo de bebidas alcoólicas, renda insuficiente e problemas de saúde, como asma e diabetes.

Ansiedade e depressão

Embora os usuários de vape praticassem mais exercício físico, eles apresentavam mais queixas relacionadas a estresse crônico, um problema que pode levar a distúrbios como ansiedade e depressão.

“Não sabemos por que os jovens que usam cigarros eletrônicos tendem a ser mais ativos fisicamente, mas pode ser que estejam tentando controlar o peso com exercícios e acreditem que a vaporização pode ajudar”, considera.

Teresa To ressalta, porém, que não está claro se o uso do vape fez com que os jovens desenvolvessem estresse crônico ou se eles começaram a usar o cigarro eletrônico como uma fuga à carga mental.

“É importante que os jovens que sofrem de estresse crônico recebam apoio desde o início para os ajudar a evitar o recurso a mecanismos de sobrevivência pouco saudáveis, como vaporizar ou fumar. O estresse e a ansiedade podem desencadear o desejo de fumar, tornando mais difícil para o usuário parar de fumar”, reconhece a pesquisadora.

 

Fonte:  https://fanoticias.com.br/


Artigos Relacionados

LEIA MAIS