Brasil  – Herica Oliveira, ex-mulher do cantor Jonas Esticado, gravou um vídeo, na noite desta quarta-feira (6), falando sobre as traições que sofreu durante o relacionamento dos dois. Segundo ela, as infidelidades aconteceram enquanto ela estava grávida do filho do casal, Mikael, de 6 anos, e continuou durante o pós-parto.

Durante o desabafo nas redes sociais, a influenciadora alegou ainda que pensou em tirar a própria vida por se sentir desprezada pelo artista.

“Não é fácil tomar essa decisão, mas vai ser o melhor para mim e para o meu filho. Esperei todo esse tempo para falar porque eu não tinha coragem. Tudo começou quando ele começou a ter mais frequência aqui em Recife. […] Eu sofria com crises de ansiedade, crises existenciais, por falta de valor, amparo, amor e muita insegurança”, começou ela.

Herica contou que conheceu Jonas aos 16 anos, que o amava “incondicionalmente” e engravidou aos 19. “Não foi uma gravidez planejada, mas decidimos mudar para uma casa melhor, perto da mãe dele, porque era única pessoa que tinha para me ajudar quando eu ganhasse o bebê.”

“Antes disso já tinham acontecido muitos episódios de traições, discussões, de muitas coisas. Eu não podia nada, vivia em um relacionamento tóxico e ninguém sabia. Nem eu mesma sabia. O tempo foi passando, eu achava que relacionamento era isso. Gerou um dependência emocional. Eu achava que não vivia sem ele”, disse.

A influenciadora contou que passou por muitas dificuldades no relacionamento e na gravidez. “Quando eu engravidei, foi muito difícil, passei cinco meses com risco de aborto devido a muitas traições, desaforos, brigas e situações complicadas. Ele tinha… nossa, foi uma barra. Sofri bastante, muito. Eu estava sozinha, sem pai e mãe. Tive várias ameaças de aborto nesse período. Fiquei tão angustiada que o meu corpo adoeceu, eu achei que ia perder o meu filho. Começou minha compulsão alimentar, eu comia para suprir minhas necessidades, engordei muito.”

“Eu sonhava com uma gravidez na qual o pai chega em casa e conversa com o bebê na barriga, seria a gravidez dos sonhos. Mesmo com tantas provações, eu amei demais gerar meu filho, foi mágico e difícil. Tive meu filho com 36 semanas por cesariana. Ele me acompanhou no dia do parto. Meu filho nasceu saudável. No resguardo eu descobri mais traições. Tive uma depressão pós-parto e foi bem complicado. Eu achava que com a chegada de Mikael ele ia mudar. A ilusão de toda mulher”, contou.

Segundo Herica, Jonas também a traiu com a atual esposa dele, Bruna Hazin.

“No terceiro dia [de nascimento do filho], ele foi para o Jonas Sunset, uma festa aqui na cidade. Saiu de casa às 16h, eu estava operada. Foi uma provação, eu tinha 20 anos. Ele foi lá, cantou, e só chegou às 7h da manhã. Passei a noite inteira com os seios doendo e vazando, operada, com meu filho no colo. Nesse dia eu tive ódio, eu fui desprezada, meu filho também. Eu pensava a todo instante em tirar a minha vida porque não aguentava mais.”

Herica disse que só quer que o cantor reconheça todos os erros do passado e dê a ela e ao filho o conforto que eles merecem. “Eu só estou te pedindo, Jonas, dignidade. O mínimo de consideração que você poderia ter por mim e por nosso filho era ter nos dado conforto que a gente merece. Você sabe o quanto eu sofri e o quanto a gente batalhou junto. Eu abdiquei de tudo por nós”, continuou.

Por fim, ela disse que pediu ajuda financeira do cantor para manter a criação do filho, mas que muitas vezes o auxílio foi negado. “Ele disse que não tinha dinheiro e que se fosse necessário era para cortar o luxo do danone do filho. Eu tenho áudio dele falando. Me vi sozinha, com um filho para criar. Ele tirou o apartamento da gente, me deixou com um carro péssimo caindo aos pedaços, me manda ir trabalhar, mas quando a gente tava junto mandava eu sair do trabalho. Minha vida foi toda para ele”, completou.

Assista ao vídeo:

https://www.instagram.com/tv/CfstpLRhR-k/?utm_source=ig_web_copy_link

 

Fonte: R7.COM