Desde a noite de terça-feira (12), familiares do jovem identificado como Edmundo Neto, de 17 anos de idade, estão mobilizando esforços para tentar encontrar o corpo do adolescente que desapareceu no igarapé ao tentar regatar uma bola junto com um amigo que também se afogou e acabou morrendo.

 

Uma estratégia conhecida como ‘arrastão’ está sendo usada. Para essa técnica, se usa uma rede de pesca onde os familiares e pessoas da localidade em pequenos barcos, arrastam a rede de uma ponta à outra do Igarapé.

 

Sobre o afogamento

                                           

Um momento de diversão entre jovens que jogavam futebol terminou em tragédia no final da tarde desta segunda-feira (12), quando os adolescentes Edmundo Alencar da Silva Neto, de 17 anos e Moisés Alves Araújo, de 17 anos, desapareceram nas águas do igarapé da avenida Brasil, no bairro São Jorge, na Zona Oeste de Manaus.

O corpo de um adolescente identificado como Moisés Alves, foi encontrado na madrugada desta terça-feira (13). A vítima foi localizada pelos agentes do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) por volta de 0h30. Edmundo ainda segue desaparecido