MANAUS (AM)- A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) identificou perfis nas redes sociais que estão cobrando pelos agendamentos realizados pelo aplicativo PAC Digital, do Sasi, para atendimentos nas unidades de Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC).
 
A pasta reforça que a venda é criminosa, pois o serviço é gratuito, sendo possível agendar pela internet a emissão de 1ª e 2ª via do Registro Geral (RG).
 
De acordo com a secretária titular da Sejusc, Mirtes Salles, a pasta identificou perfis que estão cobrando entre R$ 10 e R$ 20 pelos agendamentos no aplicativo que é acessível e gratuito à população.
As pessoas estão aplicando golpes, vendendo agendamentos de RGs, o que é proibido, pois o serviço é totalmente gratuito. O Governo do Amazonas investiu no serviço para oferecer comodidade à população e não tem a necessidade de ninguém cobrar por isso” Mirtes Salles, secretária titular da Sejusc
 
A gestora ainda reforça que o aplicativo PAC Digital já realizou mais de 36 mil agendamentos desde a estreia do serviço, no início do mês de outubro.
Como agendar?
 
 O primeiro passo é baixar o aplicativo Sasi, fazer o cadastro e depois colocar o código “SJPAC”. Em seguida, é só acessar o primeiro canal, que é o de pedido de agendamento.
 
Após a solicitação feita, a pessoa recebe uma mensagem, pelo e-mail e telefone cadastrados no aplicativo, em até 72 horas, com a confirmação do serviço via SMS ou e-mail.
 
Além do agendamento, o aplicativo também conta com as abas “Conheça o PAC”, “Notícias”, “Sugestões e Reclamações”, e está disponível para celulares Android e iPhone (iOS).