Manaus – O número de ocorrências de furto de componentes e vandalismo contra semáforos na cidade dobrou nos três primeiros meses de 2022, em comparação com o mesmo período de 2021. Levantamentos da Prefeitura de Manaus, por meio do setor de Engenharia do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), mostram que, entre janeiro e março deste ano, foram registrados furto de cerca de 315 metros de fiação e a substituição de 29 botoeiras, número que representa, em média, três semáforos danificados por dia.

Em 2021, apenas no mês de março, o IMMU realizou a troca do dispositivo de três semáforos de pedestres danificados. De janeiro a março de 2022, já foram registrados a troca de 29 botoeiras, número total em comparação ao ano de 2020.   A botoeira é um dispositivo de sinalização acoplado nos semáforos de travessia de pedestres, um botão verde que ajuda principalmente idosos e Pessoas com Deficiência (PcDs), uma vez que seu acionamento fecha o sinal para veículos e libera a passagem de quem está atravessando a rua.

“Os prejuízos são custeados pelos próprios cidadãos, infelizmente. É preciso que as pessoas reconheçam a importância desses dispositivos para o ordenamento do trânsito e para que vidas sejam salvas”, salientou o diretor-presidente do IMMU, Paulo Henrique Martins.

Outra ação de criminosos está ligada ao furto de fios dos semáforos. A prática desse delito se dá pela busca de metais, sobretudo o cobre, e tem ocasionado muitas interrupções nos semáforos da cidade e afetado o trânsito de Manaus.

Para o diretor-presidente do IMMU, a colaboração da população em denunciar esse ato criminoso, surtirá efeitos positivos para a população, para o trânsito e para os pedestres que são os mais prejudicados.

“Reforçamos o pedido para que as pessoas denunciem por meio dos nossos canais esses atos criminosos, que prejudicam muito o nosso trânsito e a população que precisa atravessar as vias”, ressaltou.

Caso os motoristas ou pedestres de Manaus constatem problemas em semáforos da cidade, podem informar ao IMMU por meio do Disque Trânsito, no número 0800 092 1188, ou denunciar para o Disque-Polícia no número 190.

 

 

Com informações da assessoria