Foto: divulgação

Um garoto de 7 anos morreu na terça-feira (29) após ser jogado 27 vezes no chão durante uma aula de judô em Taiwan. Ele sofreu uma hemorragia cerebral em abril, durante o treino, quando foi jogado no chão tanto pelo professor como por colegas. A identidade do garoto não foi revelada.

O tio do menino estava presente na aula — ele gravou um vídeo porque queria provar para a mãe do garoto que ele não tinha condição de praticar judô. Com informações do G1.

No vídeo, há imagens do garoto gritando ao ser jogado no chão por outros meninos mais velhos. O técnico manda ele se levantar e diz para os outros meninos continuarem a derrubá-lo. Depois, o próprio técnico joga o menino no chão e o menino desmaia. Segundo os familiares, o professor disse que ele estava só fingindo.

O menino entrou em coma e começou a respirar com a ajuda de aparelhos. Depois de 70 dias, os pais decidiram desligar os aparelhos.

Sem autorização para dar aulas

Mais tarde, soube-se que o professor, de sobrenome Ho, não tinha autorização para dar aulas. Ele foi processado por agressão física que resultou em morte e também por ter empregado um menor de idade para cometer um crime, segundo a mídia local.

Ele chegou a ser preso, mas saiu com o pagamento de uma fiança de US$ 3.583 (cerca de R$ 18 mil). Se for condenado, estará sujeito a uma pena de pelo menos 7 anos de prisão (a pena máxima é prisão perpétua).