Um homem, de 35 anos, foi indiciado pela Polícia, na última quinta-feira (4), pelo crime de estelionato. O suspeito usava a imagem da própria filha, alegando que ela estava doente e que precisava de uma certa quantia em dinheiro para que a menina realizasse uma cirurgia.

De acordo com o delegado Antônio Rondon, titular do 11º Distrito Integrado de Polícia (DIP), as ações iniciaram quando cerca de dez motoristas de aplicativo de transporte privado urbano, que trabalhavam no mesmo grupo com o homem, compareceram ao 11º DIP para registrar um Boletim de Ocorrência (BO), informando que haviam recebido vários áudios dele, pedindo dinheiro para que a criança pudesse fazer uma cirurgia.

“Ele mostrava a foto da filha para as pessoas e dizia que ela estava muito doente. Sendo assim, o grupo se solidarizou e levantou a quantia em dinheiro, mas na hora de repassar o valor, ele não foi mais localizado. Ocasião em que a mãe da criança e ex-companheira dele procurou o grupo e relatou que ele estava mentindo e estava aplicando um golpe”, informou Rondon.

Procedimentos

O homem foi localizado pelo grupo e levado ao 11° DIP, onde foi ouvido e indiciado nos termos do artigo 171 do Código Penal (CP). O Inquérito Policial (IP) será remetido à Justiça para as providências cabíveis.

Foto: Reprodução