TCE


Amazonas – O Governo do Amazonas, por meio do Comitê de Intersetorial de Enfrentamento à Situação de Emergência Ambiental, divulga o boletim com informações atualizadas sobre a estiagem no estado, nesta segunda-feira (16).
Até as 14h, havia 50 municípios em situação de emergência, 10 cidades em alerta, nenhum em atenção e 2 em normalidade.

Segundo o boletim, o Amazonas tem 557 mil pessoas afetadas até o momento pela seca severa, ou 138 mil famílias.
O Comitê foi instituído no dia 29 de setembro pelo governador Wilson Lima, que também decretou situação de emergência em 55 municípios do Amazonas afetados pela seca severa que atinge o estado.

O governador também anunciou medidas para reforçar as ações do Governo, que já estão em andamento, por meio da operação Estiagem 2023.

Seca Histórica

Nesta segunda-feira (16/10), o rio Negro superou a cota histórica de estiagem de 2010, ao atingir a marca de 13,59 metros, quatro centímetros abaixo da vazante de 2010, que até então era a maior da história do estado, com a marca de 13,63 metros.

De acordo com a medição feita pelo Porto de Manaus, o rio Negro baixou 32 centímetros entre sábado e hoje. As medidas do final de semana foram: menos 13 cm no sábado; menos 9 cm no domingo; menos 10 cm nesta segunda-feira.

O Governo do Amazonas adotou, desde janeiro de 2023, medidas para enfrentar e amenizar os impactos da estiagem e tem enviado ajuda humanitária como cestas básicas, kits de higiene, água potável, medicamentos, entre outras medidas, para as famílias afetadas pela estiagem no estado.

https://www.focoamazonico.com.br/wp-content/uploads/2023/10/RECOMENDACAO-01-2022-MPC-PGC.pdf