TCE

*Governo do Amazonas vai antecipar obras da rede de água e esgoto do Prosai Parintins*

_A medida será adotada para solucionar, definitivamente, a questão dos poços contaminados no município e devem iniciar em junho_

O Governo do Amazonas vai antecipar as obras de melhorias do sistema de abastecimento de água e esgoto do Programa de Saneamento Integrado (Prosai) em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus). O anúncio foi feito pelo governador Wilson Lima, após reunião em Brasília entre a Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), responsável pelo programa, e a direção do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), órgão financiador.

 

Nesta sexta-feira (22/03), em Parintins, o governador vai assinar o aviso de licitação das obras.

 

Com isso, o governo estadual antecipa os trabalhos para solucionar, de forma definitiva, a questão dos poços artesianos no município. No final do ano passado, o governador já havia colocado a estrutura estadual à disposição da Prefeitura de Parintins, atual responsável pelo abastecimento do município, para tratar a questão. O Prosai Parintins vai atender cem por cento da cidade com água tratada e levar esgoto para até 25% dos moradores da área de intervenção do programa.

 

“O início desse trabalho reforça o nosso compromisso em melhorar a qualidade da água de Parintins e marca, definitivamente a resolução de um problema que afeta a população do município há décadas. E aqui quero agradecer ao BID pela sensibilidade de autorizar a antecipação desse trabalho e pela confiança no Governo do Amazonas”, disse Wilson Lima.

 

Segundo Marcellus Campêlo, titular da UGPE, as obras estão sendo antecipadas antes mesmo da assinatura do contrato com o BID, devido à situação de emergência em que se encontra o município. “Acordamos com o banco de iniciarmos os estudos para que, no máximo, até o mês de junho deste ano as obras possam acontecer”, afirmou Marcellus Campêlo, que estava acompanhado na reunião do subcoordenador de Planejamento da UGPE, Leonardo Barbosa, e da subcoordenadora Administrava e Financeira, Daniella Jaime. A vereadora Brena Dianah, de Parintins, também participou da reunião.

 

O pedido de operação de crédito do Governo do Amazonas para o Prosai Parintins foi aprovado no último dia 2 de janeiro pela diretoria do BID, em Whashington, o que, de acordo com Campêlo, permite que a UGPE antecipe os processos de licitação.

 

O contrato de operação de crédito está tramitação, agora, em Brasília, junto à União e, depois, vai para o Senado Federal.

 

A UGPE também faz tratativas institucionais com a Prefeitura de Parintins e com os órgãos municipais para a assinatura dos convênios que serão necessários.

 

*Prosai Parintins*

 

O Prosai Parintins terá um total de U$ 87,5 milhões em investimentos, incluindo o financiamento no valor de US$ 70 milhões fruto da operação de crédito. O empréstimo será pago pelo Governo do Amazonas, que ainda aportará U$ 17,5 milhões de contrapartida nas obras.

 

O Estado vai antecipar os recursos para as obras de água e esgoto do Prosai Parintins com o valor da contrapartida.

 

Os recursos vão permitir a urbanização de uma área de risco de alagação na região conhecida como Lagoa da Francesa.

 

O objetivo das intervenções é solucionar os problemas ambientais, urbanísticos e sociais do local e redondezas. As obras previstas são de drenagem, cobertura de água e de esgoto sanitário, mobilidade urbana, construção de unidades habitacionais e parques urbanos, entre outros equipamentos públicos, além de recuperação da cobertura vegetal de áreas degradas.

*FOTO: Gilvanete Costa/Serfi,