Um pedido de namoro recusado pode ter sido a sentença de morte para Mariana Almeida, de 23 anos. Ela foi assassinada a tiros durante o expediente de trabalho, numa loja de Teresópolis de Goiás, no centro oeste do país. Fernando Inácio, de 37 anos, é autor do feminicídio.

A câmera de segurança da loja gravou tudo. Da mesa de atendimento, Mariana conversa com Fernando, encostado numa pilastra. Tudo parecia normal até o instante em que um carro estaciona na frente do comércio.

O homem vai até à porta, leva a mão à cintura e saca o revólver. Fernando então olha novamente para fora, depois se vira para jovem e começa a disparar, enquanto mariana se desespera. O atirador se volta para a entrada da loja, mas logo começa a atirar novamente e a vítima cai.

Não satisfeito, ele deixa o revólver sobre no balcão e saca uma segunda arma. Dispara mais tiros à queima roupa e vai para o canto da loja, fora do alcance da câmera, onde tira a própria vida.

Vítima e assassino não tinham nenhum envolvimento amoroso. Segundo informações da polícia, nos dias que antecederam o crime, Fernando perseguiu Mariana por diversas vezes, tanto para conversar como para entregar presentes, como se quisesse conquistá-la. Por isso, para a investigação o, o desinteresse da jovem em se envolver com ele pode ter sido motivação do crime.

Os corpos foram encaminhados para o IML de Anápolis e uma perícia foi feita no local do crime para esclarecer a dinâmica dos fatos.

As investigações da polícia continuam. Familiares e amigos de Mariana e Fernando serão ouvidos nos próximos dias.

Fonte: Portal do Zacarias

Veja o vídeo: