TCE


Amazonas – Em um evento marcado pela rememoração e homenagem à história, o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) iniciou, nesta segunda-feira (16), as solenidades em comemoração aos 73 anos da Corte de Contas amazonense. O primeiro evento contou com o lançamento do livro “Elementos de Direito Administrativo Contemporâneo”, com estudos feitos em homenagem ao conselheiro aposentado Afrânio de Sá.

“É uma homenagem singela. Aqui estão algumas pessoas que formaram a fisionomia deste Tribunal. Os conselheiros homenageados fazem falta à instituição, por isso, a homenagem também é àqueles que já se foram, mas que estão presentes conosco em memória”, destacou o presidente do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro.

“Passei seis anos como presidente do Tribunal, e nesses seis anos, criamos condições para que ocorresse o que estamos vivendo. O Tribunal tem um sentido, hoje, inegavelmente, incomparável com o Tribunal que cheguei. Ao longo dos anos, as coisas se transformaram até chegarem aqui, como estruturas, gabinetes, e plenário”, disse o conselheiro-aposentado, Afrânio de Sá, destacando a evolução do TCE-AM em seus 73 anos de existência.

Presente no evento, o presidente do Instituo Brasileiro de Direito Administrativo, Fábio Bandeira de Mello, anunciou o registro do conselheiro Afrânio de Sá como membro benemérito do Instituto, em homenagem às contribuições para a área jurídica e acadêmica.

“Ironias ou não da vida, hoje estou rendendo as mais altas homenagens ao meu eterno mestre, professor Afrânio de Sá. Bebi direto da fonte nas salas de aula, pois além de aluno, fui contemporâneo e amigo do professor. É uma honra imensa estar presente para celebrar o lançamento deste livro, e certamente é também para todos que tiveram o prazer de conhecer e aprender com o notável mestre”, destacou Fábio Bandeira de Mello.

Além do lançamento do livro, a solenidade contou com homenagens aos conselheiros aposentados Elphego Souza, Afrânio de Sá, David Mello, Lyzandro Gomes, e Josué Filho. Os familiares dos conselheiros receberam um álbum da vida funcional de ex-presidentes da Corte de Contas amazonense. A entrega foi feita pelo chefe do Departamento de Pesquisa, Memória e Documentação, Josetito Lindoso.

“O museu do TCE, fica agora, mais enriquecido com a possibilidade de contar com esse acervo. Agradeço à gestão do Tribunal e aos participantes desse processo”, disse o chefe do Departamento, Josetito Lindoso.

Novos servidores

Também durante o evento, o presidente do TCE-AM deu posse a dois novos servidores empossados. De acordo com o conselheiro Érico Desterro, a atual qualificação do corpo técnico também faz parte da história, por projetar a manutenção do sucesso das atividades do Tribunal.

“Estamos falando do passado, mas precisamos falar do presente e futuro. Um museu não tem lógica se permanecermos parados no tempo, mas sim deve inspirar e nos fazer ter a vontade de superar os feitos passados. Que eles entrem no Tribunal dando continuidade a uma história bonita, que eleve o TCE como instituição”, disse o conselheiro-presidente Érico Desterro.

Foram empossados no cargo de auditoria governamental os servidores Diogo Brandão Oliveira, e Lucas Moraes Lima, que incorporação setores técnicos da Corte de Contas pela aprovação no concurso público realizado em 2021.

Galeria de Troféus

No museu do TCE-AM, foi reinaugurada a Galeria de Troféus conquistados pelos servidores-atletas que competiram representando a Corte amazonense em edições das Olimpíadas dos Tribunais de Contas.

A galeria conta com troféus conquistados em diferentes edições, incluindo o segundo lugar geral na OTC 2023, edição realizada em outubro deste ano, em Cuiabá.

Texto: Lucas Silva
Fotos: Ana Cláudia Jatahy