Foto: Divulgação

O humorista André Marinho, que aparece em vídeo ao lado do ex-presidente Michel Temer (MDB), imitando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), durante um jantar em Brasília, rebateu as críticas dos apoiadores do mandatário que estão se referindo a ele como “bobo da corte”.

Em seu perfil no Twitter, Marinho disse que as críticas acontecem por sua imitação do “mito” e ressaltou que, dado o atual momento vivido pelo país, ele optou “por rir” em vez de “chorar”.
“Alguns bobos da rede estão me chamando de bobo da corte, só porque imitei o seu mito no jantar de ontem. Agradeço a audiência e aproveito para deixar um recado. Com a política do jeito que está, só podemos rir ou chorar. Eu optei por rir. Venham comigo antes que acabem os lenços”, publicou.
Em um vídeo que circulou na imprensa hoje, André Marinho surge imitando Jair Bolsonaro durante um jantar realizado na casa do empresário Naji Nahas. Nas imagens aparecem Temer, o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, o presidente do grupo Bandeirantes, Johnny Saad e o jornalista, apresentador e diretor da GloboNews, Roberto D’Ávila, além do próprio humorista.
Na gravação, ao imitar Bolsonaro, Marinho faz alusão à carta divulgada pelo Planalto na semana passada em tom apaziguador em meio à escalada de atritos entre os poderes, sobretudo com o STF (Supremo Tribunal Federal), principalmente após os discursos golpistas do presidente nos atos antidemocráticos do 7 de setembro.
Para conter os ânimos, o presidente recorreu a Michel Temer que fez a ponte para uma ligação entre o mandatário e o ministro Alexandre de Moraes, além de auxiliá-lo no processo de escrita da carta.
André Marinho é filho de Paulo Marinho, que apoiou Bolsonaro em 2018 durante a campanha para a presidência e “emprestou” sua casa para a gravação de vídeos do programa eleitoral.
Em 2018, André Marinho, foi tradutor de Bolsonaro na conversa com o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump. O youtuber de 26 anos ficou conhecido por suas paródias na internet, imitando lideranças políticas.

Fonte: Portal UOL

Foto: Divulgação