Brasil – João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, foi condenado a mais  44 em regime fechado, por dois crimes de estupro e dois de estupro de vulnerável. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça de Goiás.

De acordo com informações, o ex-médium praticou todos os crimes entre os anos de 2009 e 2018 na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO), onde atendia pessoas em busca de ajuda espiritual.

João de Deus foi indiciado pelo abuso de cinco vítimas, mas foi absolvido de uma das acusações por insuficiência de provas.

As vítimas ainda receberão indenizações por danos morais às vítimas, em valores que variam entre R$ 20 mil e R$ 75 mil. João de Deus permanece em prisão domiciliar e ainda pode recorrer da sentença.