TCE


Brasil – Uma jovem de 19 anos foi encontrada morta com um tiro no peito na comunidade da Rocinha, na zona sul do Rio, na noite da segunda-feira (28). A família de Jeniffer Carvalho Paes acusa o namorado da vítima, que teria envolvimento com o crime organizado, de ser o autor do disparo.

De acordo com os familiares, a mãe de Jeniffer começou a se preocupar depois de ter recebido uma ligação de uma amiga da jovem que estaria aflita pelo seu sumiço repentino

Momentos depois, os parentes teriam recebido um telefonema do namorado, que pediu a eles que fossem buscar o corpo da vítima, alegando que ela teria cometido suicídio. Quando chegaram à casa onde Jeniffer morava com o suspeito, encontraram o corpo dela com sinais de agressão e um tiro no peito.

Os familiares afirmaram que a motivação do crime seria uma crise de ciúme, que era causa de briga constante entre o casal. “Ele botou ela em cárcere privado, com fome, com sede. Não tinha televisão, não tinha geladeira, ela ficava presa por conta do ciúme dele. Não podia nem conversar com os vizinhos, nem sair de casa”, relatou a avó de Jeniffer, em entrevista à Record TV Rio.

O trabalho de perícia, realizado no IML, descartou a possibilidade de suicídio. Segundo o laudo, a presença de pele debaixo das unhas evidenciou que houve luta corporal antes da morte. Inicialmente, a 11ª DP (Rocinha) investiga o caso, e o namorado da jovem é considerado foragido.

O corpo de Jeniffer Carvalho foi sepultado nesta terça-feira (29), no cemitério de Inhaúma, na zona norte do Rio.