TCE


Letticia Munniz deu o que falar nas redes sociais recentemente quando voltou a publicar seu antes e depois ao comparar com a época em que pesava menos do que atualmente e sofria com transtornos alimentares e remédios para emagrecer.

Após desabafar sobre usarem o termo gorda para xingamentos, mas também a chamarem de magra para descredibilizar seu trabalho, a assistente de palco do Domingão com Huck fala à Quem da importância de superar os haters para seguir inspirando as mulheres.

“Foi um misto de pessoas se identificando que passam pelo mesmo, se sentindo muito bem vendo aquilo, com pessoas destilando gordofobia na internet”, explicou.

“Muita gente olhava a foto anterior e falava que ali eu já estava gorda, pelo tamanho do meu braço. Foi aquele mixed feelings, mas eu acho que é parte do meu trabalho ser uma mulher forte, enfrentar essas coisas, porque eu sei que ajuda muitas mulheres”, completou.

Questionada como lida com os apontamentos diversos sobre seu corpo, Letticia pontua a resiliência para que o ativismo siga seu propósito.

“Às vezes dá uma baqueada, mas é uma parte de tudo isso é ser forte, ser resiliente para que outras mudem as suas vidas e se libertem, parem de passar por essas coisas também”, refletiu.

Ela ainda celebra o sucesso em diversas áreas da vida profissional em 2023, quando passou a morar no Rio de Janeiro para integrar a equipe de Luciano Huck.

“Foi o melhor ano da minha vida em todas as áreas, fiz duas revistas, esgotei três coleções em horas, fiz TV, que é o que eu sempre estudei e trabalhei para fazer. Estou muito ansiosa para o que 2024 me recebe”, comentou ao garantir que irá trabalhar ainda mais no próximo ano.

E a escolha para a virada do ano foi uma cidade de praia com a companhia de quem torceu pelas suas conquistas ao longo dos meses.

“Vou passar com todos os meus amigos. Ano passado, eu decidi fazer uma viagem, mas esse ano eu quis estar com eles, porque foi um ano muito importante para mim. Nada melhor do que estar com as pessoas que mais me amam e que eu mais amo. A gente alugou uma casa em Búzios”, contou.

Fonte: https://revistaquem.globo.com/entrevistas/